• BICAMPEÃO DA LIBERTADORES
  • HEPTACAMPEÃO BRASILEIRO

O Malvado Flamengo

O Flamengo voltou a treinar no dia 20 de maio e vimos uma enxurrada de críticas vindo da imprensa por conta da “insensibilidade” do clube com seus atletas e funcionários. Tanto que até hoje temos jornalistas que chegam a espumar de raiva ao comentar sobre o Flamengo.

Isso ocorra, talvez, pelos títulos recentes do clube que vem fazendo um verdadeiro estrago no futebol brasileiro e principalmente no futebol paulista. Apenas no ano passado o Flamengo “demitiu” três técnicos queridinhos da imprensa paulista, Felipão, Mano Menezes e Fábio Carile; e todos com requinte de crueldade, goleada e um abismo entre o futebol apresentado.

Mas vamos voltar um pouco no tempo e ver o tratamento dado à outras equipes neste período.

No dia 11 de maio a dupla Grenal voltou aos treinos, e o jornalista Cosme Rímoli (https://esportes.r7.com/prisma/cosme-rimoli/gremio-e-inter-mostraram-sua-forca-times-voltam-a-treinar-11052020), em sua matéria diz que: “Grêmio e Internacional mostraram suas forças e voltam a treinar. Governo do Estado ficou dividido, mas a união dos clubes dobrou a resistência.”. Antes, no dia 11 de abril, o mesmo jornalista em sua coluna deu espaço para as baboseiras do Montenegro e finalizou a coluna com essa pérola: “O clube quer retornar por conta do dinheiro.

Canais como Espn, FoxSports e SporTV fizeram matérias sobre a volta aos treinos da dupla e nenhuma crítica exacerbada foi feita em seus programas ou até mesmo por seus jornalistas.

Dia 26 de maio foi a vez do Cruzeiro voltar aos treinos e mais destaque na mídia sem nenhum tipo de crítica pela volta “antecipada” dos treinos. O rival Atlético-MG voltou aos treinos no dia 19 de maio, e também foi destaque na imprensa, que mostrou protocolo de treinos, divisão do elenco, testes feitos e zero crítica.

E assim foi feito com outros clubes que retornaram. O único a ser questionado, execrado, criticado é o Flamengo.

O protocolo usado pelo Flamengo é o mesmo utilizado na Alemanha, que voltou com seu campeonato. O mesmo protocolo que Conmebol, FIFA, CBV e outros clubes procuram para adotar no retorno de suas atividades. Ontem foi a quarta semana que o Flamengo testou todos os funcionários do CT, jogadores e comissão técnica sem nenhum resultado positivo. O que mostra que o protocolo é o melhor a ser adotado e que dentro dessa norma o clube mostra que é possível voltar com suas atividades (voltar com jogos é outro caso).

Durante essa pandemia o Flamengo demitiu alguns funcionários garantindo aos mesmos receber suas verbas rescisórias, sacar FGTS, receber Seguro-Desemprego e ainda poderem ser recontratados dentro de seis meses. Também reduziu salários de jogador, reviu outros contratos, forneceu cestas básicas com kits higiênicos em comunidades carentes do Rio de Janeiro, distribuiu cartões alimentação para ambulantes e vendedores do Maracanã para que os mesmos possam se manter nesse período sem jogos.

Essa postura profissional que o Flamengo vem implantando desde 2013 incomoda a imprensa. Incomoda porque o queridinho deles está com três meses de salário atrasado e anuncia que vai contratar jogador. Incomoda porque mesmo em período de crise mundial o Flamengo tem empresas interessadas em patrocinar o clube. E incomoda ainda mais porque o abismo entre o Flamengo e os demais clubes ficará ainda maior.

Critico muita coisa que a diretoria faz em alguns momentos, mas nesse período de pandemia a diretoria vem mostrando como se portar de forma profissional e responsável merecendo todos os elogios, e ao invés de críticas o correto seria a imprensa divulgar as ações e cobrar dos demais clubes a mesma postura.

SRN

Escrito por Marcelo Neves