• BICAMPEÃO DA LIBERTADORES
  • HEPTACAMPEÃO BRASILEIRO

TÁ TUDO DOMENADO?

Caros amigos Rubro Negros, gostaria de descobrir junto com vocês o que podemos esperar desse nosso Flamengo na era Domènec.

Pessoalmente, fui um grande entusiasta da sua contratação por ter sido auxiliar do Pep Guardiola, maior treinador da atualidade, por onze anos e ter o acompanhado pelos maiores times do mundo, como Barcelona, Bayern e Manchester City.

Além de ter falado ao Brás, durante as tratativas da sua contratação que acompanhava não só o Flamengo como também o Campeonato Brasileiro.

Outrossim, o Catalão também falou que no início de sua caminhada iria manter o trabalho do Jorge Jesus e GRADATIVAMENTE começaria a implantar o seu trabalho.

Contudo, já no segundo jogo contra o Atlético-GO cometeu vários erros, com invencionices absurdas, mostrando que aquela história de que conhecia nosso time e os nossos adversários era balela, sendo goleado por sonoros 3x0. Recebendo muitas críticas e tendo um péssimo início de campeonato com duas derrotas.

Porém, a partir desse jogo, demonstrou muita humildade, absorvendo as críticas e as transformando em trabalho, não registrando mais nenhuma derrota. Venceu o Coritiba, empatou com o Grêmio e com o Botafogo e teve quatro vitórias seguidas contra Santos, Bahia, Fortaleza e Fluminense.

É bem verdade que vários desses jogos evitamos as derrotas na bacia das almas e em algumas vitórias as conquistamos de forma sofrível.

Vocês podem até me dizer, “Kassandro, o importante são os pontos”. Até pode ser verdade, mas eu fiquei muito mal-acostumado com o JJ e hoje eu não fico mais satisfeito apenas com o resultado, para mim é de suma importância saber como esse resultado veio.

E nessa sequência invicta, o único jogo que eu saí verdadeiramente satisfeito foi contra o Fluminense, onde nos primeiros quarenta e cinco minutos foi uma verdadeira aula de futebol, colocamos os tricolores na roda, saindo com um placar que não demostrou a verdade dos fatos, com um mísero 2x0, se fosse quatro ou cinco não seria nenhum absurdo.

Eu não gosto dessa forma que o Torrent gosta de rodar o time. Para mim, rodízio bom é aquele da churrascaria. Eu sou a favor de manter um time base, como muito bem fazia o Jesus. E não me venha dizer que ele faz isso por esse ser um costume europeu, porque o JJ não era do Congolês e muito menos era japonês. Gosto das trocas pontuais, aquelas em que o departamento médico e o de fisiologia apontam que existe algum atleta com um desgaste mais acentuado e perigoso, então que se faça essa ou façam essas substituições. Até porque, hoje durante o jogo podemos fazer cinco trocas, se algum jogador mostrar cansaço ou não está tecnicamente bem, que ele os mudem.

Nosso próximo jogo será contra o Ceará em Fortaleza. E o que esperar desse jogo? Como podemos fazer qualquer tipo de explanação se não sabemos nem com que time entraremos em campo? Eu acredito que vamos a campo com um time totalmente modificado, uma vez que na próxima quinta feira voltaremos a jogar nossa competição mais importante do ano e alguém já deve o ter alertado sobre quanto vale essa conquista.

Partindo do achismo, penso que o Domènec vai mandar a campo nosso time com César, Matheuzinho, Gustavo Henrique, Léo Pereira, Renê, Arão, Thiago Maia, Diego, Vitinho, Michael e Pedro.

O que pensar dessa possível escalação num momento em que estamos colados na liderança? Não seria o momento para tentar tomar o lugar do Inter? Com esse time tão modificado, poderemos continuar nossa evolução técnica que apresentamos contra o Fluminense? Para minha angústia, essas dúvidas só poderão ser desfeitas amanhã, às 18:00h.

Mas uma coisa pode ter certeza, estarei na frente da TV, torcendo feito um louco para que o Domènec esteja certo e com razão e que ele nos leve a conquista de mais vários canecos.

Porque se estiver tudo DOMEnado, seremos nós que iremos ficar felizes e rindo de orelha a orelha.

Saudações Rubro Negras!

Mengão Sempre!

Escrito por Kassandro Madruga