| Futebol

500 dias para Rio-2016: Intercâmbios com equipes internacionais

Flamengo firma parcerias com comitê americano e atletas campeões olímpicos a 500 dias dos Jogos Olímpicos

Natalie Lubascher e Kelley Kobler, do nado chileno

Natalie Lubascher e Kelley Kobler, do nado chileno

Enquanto os Jogos Olímpicos Rio-2016 se aproximam, o Flamengo vem preparando seus atletas com ainda mais excelência para a possibilidade de defenderem o Brasil. Se no futebol, o zagueiro Bressan foi convocado na noite desta segunda-feira (23.03) para amistosos com a Seleção Brasileira Olímpica, nos esportes olímpicos o Rubro-Negro tem uma série de atletas constantemente convocados pelas Seleções de diversas modalidades, como basquete, nado sincronizado, polo aquático, judô, ginástica artística, remo e natação. Além do treinamento tradicional, alguns destes atletas tiveram também o privilégio de aprender com atletas estrangeiros, além de se beneficiar com ferramentas advindas de parcerias com comitês internacionais.

Em fevereiro deste ano, a Seleção Chilena de nado sincronizado ficou por um período de uma semana treinando na sede social da Gávea. As meninas do Chile e a treinadora Márcia Leite trocaram experiências com a equipe rubro-negra e a técnica do Flamengo, Roberta Perillier, e rasgaram elogios ao Mais Querido. "A gente veio para o Flamengo porque o clube tem uma das melhores técnicas do Brasil e tem uma equipe adulta que deve ser a melhor do Brasil atualmente. Fora as meninas que já estão na Seleção Brasileira, na minha opinião poderiam ter outras daqui lá. É muito bom estar perto de atletas desse nível", afirmou Márcia.

Ainda na água, no começo de 2014, a equipe francesa de natação passou cerca de 15 dias na Gávea. Sete nadadores, com medalhas olímpicas no currículo, treinaram e trocaram experiências com atletas de categorias de base do clube. O mesmo aconteceu no mês de outubro, quando clube recebeu duas delegações internacionais de remo. Chineses e britânicos estiveram nas dependências da Gávea, onde treinaram já se preparando para a competição olímpica e, ainda, promoveram a troca de conhecimento com os atletas rubro-negros.

Em novembro do ano passado, o judô recebeu a técnica japonesa Yuko Fujji. Ela foi treinadora das medalhistas dos Jogos Olímpicos de Londres 2012 Gemma Gibbons e Karina Bryant, e veio ao Brasil para resgatar a relação do judô nacional com o japonês. "A fundamentação do judô brasileiro é muito próximo ao judô japonês. Com o tempo, o brasileiro desenvolveu uma técnica brasileira baseada na japonesa e ela veio justamente para resgatar essa relação. Ela é especialista em fundamentação e ajuda muito no desenvolvimento dos atletas. Apesar de ser japonesa ela é muito ocidental, por ter passado muito tempo em Londres. Hoje ela é quase carioca. Ela tem um estilo que combina muito com o nosso e se adaptou muito bem aos atletas brasileiros", elogiou a técnica rubro-negra, Rosicleia Campos.

image

Em novembro do ano de 2013, o clube fechou contrato com o Comitê Olímpico dos Estados Unidos (USOC) para se tornar Centro de Treinamento das equipes olímpicas e paralímpicas norte-americanas, nas modalidades em que possui instalações, durante o Rio-2016. Cerca de US$400 mil serão investidos no Rubro-Negro até o fim das obras de melhorias estruturais na sede da Gávea. Serão priorizadas obras de acessibilidade, nos ginásios, salas de musculação e equipamentos, e as reformas já estão em andamento. Foram inaugurados um moderno Centro de Força e Treinamento e o ginásio Hélio Maurício (acolchoados e vestiários foram feitos com  subsídio do comitê americano). O ginásio Togo Renan Soares também passou por reformas, assim como o vôlei rubro-negro, com dois novos profissionais. E o próximo passo deve ser o início das obras do pavilhão de lutas, com visita do USOC no mês de maio.

Fonte: http://flamengo.com.br/site/noticia/detalhe/20741/500-dias-para-rio-2016-intercambios-com-equipes-internacionais

Comentar pelo Facebook

Leia também


Comentar pelo Site

Nenhum Comentário
Seja o primeiro a comentar essa notícia.