| Futebol

99% Craque… Mas aquele 1% inconsequente

flameng - 99% Craque… Mas aquele 1% inconsequente

É inegável que a chegada do Diego elevou o nível técnico do time do Flamengo, ele é ‘o cara’ da equipe, e ano que vem continuará a comandar o Mengão em campo.

Pra mim, foi a melhor contratação do futebol brasileiro em 2016, o playmaker ideal, quase toda jogada passa pelos seus pés, sem ele o Flamengo perde muito. O cara dita o ritmo, dá o primeiro combate no meio, finaliza as jogadas, faz tudo… Como o Russell Westbrook no OKC Thunder.

Existe quem já tenha o Diego como ídolo, entretanto, eu não acredito que ele seja intocável. Assim como qualquer outro atleta, ele está passível de críticas, o Flamengo é maior do que todos eles. Por favor, não banalizem a belíssima história do Flamengo, de tantos ídolos eternizados!

Para que não fiquemos com cara-de-caneca, caso esse novo ídolo iminente saia do clube da mesma maneira que o Ronaldinho saiu, e vocês fiquei aí tentando apagar com álcool e algodão o nome dele do seu Manto-Sagrado, vou ter que bancar o chato, e tocar na ferida.

A cena do craque comemorando o seu primeiro gol no Maracanã, um golaço diga-se de passagem, justamente contra o clube que lhe-projetou para o sucesso, foi sensacional! O Diego foi para os braços da Nação, uma imagem arrepiante, que ficará marcada na história…

… Mas não foi nada inteligente!

Por conta da comemoração do belo gol, Diego recebeu o seu terceiro cartão amarelo, e ficou de fora da última partida do Flamengo na temporada, contra o Atlético-PR, fora de casa. Jogo difícil, e que valerá não só a segunda colocação do campeonato, como mais alguns milhões na conta do clube.

Para ser mais exato, se conseguirmos terminar em segundo lugar serão 3,4 milhões de reais a mais no orçamento rubro-negro, valor que dá para quitar tranquilamente uns 4 meses de salário do próprio Diego, e ainda sobra para completar no do Márcio Araújo.

Entendo que no calor da emoção as coisas são diferentes, e essa torcida emociona qualquer um… Mas péra lá! Trata-se de um jogador profissional, experiente, e que tem a responsabilidade de comandar o time do Flamengo em campo.

Me proíbo de acreditar que ele tenha feito de propósito, acredito na sua índole, mas o argumento de que ‘não sabia da regra brasileira’ soa como sarcasmo. Era sua obrigação buscar a informação, assim como a  diretoria deveria ter alertado.

Diego respondeu muito bem um torcedor nas redes sociais, que reclamava de suas ‘ferias antecipadas‘. Mas vale ressaltar que se o Flamengo perder no domingo a maioria da galera irá reclamar junto com esse  mesmo torcedor rabugento.

Seria muito melhor vir a público, e assumir o equívoco. Diego serve como modelo para a garotada do Ninho, é uma  boa oportunidade de mostrar que o ‘novo ídolo’ assume seus erros, e está fechado com os objetivos da equipe, um belo exemplo para os mais jovens.

Lembro-me o quão criticado foi Adriano Imperador em 2009, na reta final do Nacional, quando ficou de fora da partida contra o Corinthians por ter “queimado o pé na lâmpada”. Sua sorte foi que o Flamengo ganhou a partida sem ele, e ficou próximo do Hexa.

Como trata-se do melhor jogador do time, Diego precisa ser frio e calculista, tem que ter a cabeça no lugar, para sempre ficar à disposição. Não podemos esquecer do seu alto salário, ainda que o custo benefício seja excelente, o desfalque de Diego leva o Flamengo ao prejuízo.

Desejo boas férias ao craque, bom descanso, que ano que vem ele volte com tudo para conduzir o Flamengo às conquistas que o Flamenguista tem direito.

Que os deuses do futebol estejam com o Flamengo, e com a Chapeocoense!

Meus sentimentos a todos que fazem a Chapecoense, e os profissionais envolvidos na tragédia! #Luto

Vinny Dunga

Siga-me no Twitter:  twitter.com/DungaVinny (@DungaVinny)

Curta no Facebook: facebook.com/ColunaDoVinny

Fonte: http://colunadoflamengo.com/2016/11/99-craque-mas-aquele-1-inconsequente/

Comentar pelo Facebook

Leia também


Comentar pelo Site

3 Comentários

Ronaldo Rodrigues de LimaHá 5 dias

Respeito a opinião do amigo, mas não seria melhor criticar o fato do jogador não poder comemorar um gol com sua torcida??? Acho lamentável o jogador não poder ir comemorar um gol (GOLAÇO) feito com seu torcedor. Por isso minha critica fica para essa regra ridícula, e não para o jogador. SRN (2)

Ronaldo Rodrigues de LimaHá 5 dias

Respeito a opinião do amigo, mas não seria melhor criticar o fato do jogador não poder comemorar um gol com sua torcida??? Acho lamentável o jogador não poder ir comemorar um gol (GOLAÇO) feito com seu torcedor. Por isso minha critica fica para essa regra ridícula, e não para o jogador. SRN (2)

Eduardo da SilvaHá 5 dias

Respeito a opinião do amigo, mas não seria melhor criticar o fato do jogador não poder comemorar um gol com sua torcida??? Acho lamentável o jogador não poder ir comemorar um gol feito com seu torcedor. Por isso minha critica fica para essa regra ridicula, e não para o jogador. SRN

Carregar mais