| Futebol

A oito dias do fim da janela, Flamengo segue sem reforços no horizonte

Na lanterna do Brasileiro, sem dinheiro e com política de austeridade, clube tem dificuldade em negociar e fica fora da briga por nomes de peso que estão no exterior

eduardo da silva canteros Flamengo treino (Foto: Gilvan de Souza)Canteros e Eduardo da Silva: reforços do Flamengo na janela (Foto: Gilvan de Souza)

A janela de transferências internacionais abriu no dia 14 de julho. Na ocasião, o Flamengo havia feito duas contratações: o argentino Canteros, ex-Vélez, e Eduardo da Silva, que disputou a Copa do Mundo pela Croácia. No entanto, o cenário não mudou no Campeonato Brasileiro. Na lanterna da competição e a oito dias do fim do período para contratar reforços que estão no exterior (termina no dia 13), o horizonte de contratações está vazio. Depois dessa data, poderá investir apenas em jogadores do mercado interno ou que tenham encerrado seus vínculos até o dia 13.

Sem dinheiro para negociar e com vencimentos atrasados, o Flamengo luta contra um bloqueio de receita no Banco Central, fruto de dinheiro não declarado no passado em transferências internacionais. Além disso, na situação em que o time se encontra, há jogadores que preferem outros destinos ou pedem alto demais.

Robinho, do Milan, vinha sendo cogitado no Flamengo. Neste caso, dos conselheiros do clube ajudariam no pagamento de seu salário, o que não aconteceu. Nilmar, que deixou o Catar e está livre, vem pedindo alto demais para voltar ao futebol brasileiro e a filosofia atual do clube não admite contratações com altos valores.

Negociações bem encaminhadas acabaram encerradas. Foi assim com o lateral-esquerdo Milton Casco, do Newell's Old Boys, da Argentina, e o meia Bolaños, da Costa Rica, que está livre depois de ter encerrado seu contrato com o Copenhague, da Dinamarca.

No mesmo período, o Flamengo acabou decidindo rescindir o contrato de André Santos. O equatoriano Erazo, que disputou a Copa, pediu para deixar o clube, alegando ter propostas até mesmo do futebol espanhol, mas ainda espera a finalização do acordo. Elano também não faz parte dos planos, mas vem treinando com o grupo e deve assinar sua rescisão em breve.

Com o elenco atual, o técnico Vanderlei Luxemburgo vem tentando trabalhar da melhor forma. Eduardo da Silva fez sua estreia domingo, na derrota para a Chapecoense, entrando no segundo tempo. Canteros disputou dois jogos, um como reserva e outro como titular. O próximo desafio do comandante é contra o Sport, domingo, no Maracanã. A esperança é encontrar as soluções dentro do grupo que tem em mãos.

Comentar pelo Facebook

Leia também


Comentar pelo Site

Nenhum Comentário
Seja o primeiro a comentar essa notícia.