| Futebol

A Primavera Técnica que se anuncia no novo Flamengo

flameng - A Primavera Técnica que se anuncia no novo Flamengo

Diego, Guerrero, Trauco, Mancuello, Ederson, Conca, Vinícius Jr, Everton Ribeiro. A primavera chegou, meus amigos. Não. Não é da estação das flores de que estamos falando. Estamos falando do Flamengo mais técnico que vemos em muito tempo. E isto anima o coração como nunca antes.

É muito flagrante, nestes últimos tempos, que o Flamengo está se preparando para voltar a ser o protagonista do cenário sulamericano novamente. Sempre gosto de lembrar que a base do time vem se transformando ano a ano e os jogadores técnicos também. 2015 Guerrero e Ederson, 2016 Diego, 2017 Trauco, Conca, Vinícius Jr e Everton Ribeiro. E, sim. Estou contando Everton Ribeiro, porque a notícia não saiu da boca de jornalistas que vivem de fofoca, mas de um cara sério e confiável.

Se pensarmos quando fora a última vez que o Flamengo tivera um elenco tão recheado de peças habilidosas, vamos certamente nos remeter a década de 80. O nosso histórico recente mal dá para comparar. O time de Ronaldinho em 2011, embora tivesse Thiago Neves, Botinelli e o próprio Ronaldinho, possuía menos peças. Mais atrás podemos nos lembrar do time do melhor ataque do mundo possuía Sávio, Romário, Edmundo e Nélio, talvez. Entre eles existiu time de 2000 que tinha Denilson, Alex, Petkovic, Edilson, Athirson e Adriano. É o time que mais se aproxima deste Flamengo 17, mas que foi um fracasso fazendo figuração na Copa João Havelange. Também não vou comparar com a geração de 80, porque seria covardia com o elenco atual, claro.

O ano está só no começo. Sábado iniciamos a nossa caminhada rumo ao brasileiro. Temos um elenco tão farto, que esses oito jogadores nem podem jogar juntos. E também não estou aqui para ficar defendendo “a” ou “b”. Todos sabemos que o argentino tem qualidade, apesar de estar devendo. Que Ederson, embora nunca jogue, também a possua e por aí vai.

O desafio de Zé Ricardo é montar um time com o máximo dessas peças e administrar os egos daqueles que, por ventura ficarem como opção. Claro que vejo um Mancuello cada vez mais atrás nessa disputa, mas, um louco megalomaníaco como eu, não pode se furtar cada vez mais em sonhar em ver esse time jogando junto. É claro que muita gente ainda vai estrear, no caso de Ederson re-estrear, porém fica uma impressão maravilhosa.

Já imaginou a defesa que vem jogando com Arão, Conca/Mancuello, Diego, Everton Ribeiro, Vinícius Jr e Guerrero? Já sei que vou ler comentários com “Quem marca nesse time”? E mais uma vez vou usar o exemplo da seleção de Tite. Todos marcam. A bola precisará ser recuperada à frente.

Mas não se preocupem! Isto é só um devaneio de um otimista megalômano e é um esquema sofisticado demais para o futebol brasileiro. Mas lembrem-se, essas ideias precisam ser discutidas, porque o nosso clube sempre fora vanguardista em todos os momentos. A subida de qualidade do futebol nacional começa com o Flamengo e quanto mais jogadores habilidosos não jogarem, mais opções no banco. Ok. Mas que seria uma pena, seria.

E você? Quais jogadores escolheria para jogar. Quais sentariam? Vamos imaginar que estão todos disponíveis, e aí? Comente, opine, vamos bater aquele papo!

Anderson Alves, O otimista.
Follow @alvesotimista

Fonte: http://colunadoflamengo.com/2017/05/primavera-tecnica-que-se-anuncia-no-novo-flamengo/

Comentar pelo Facebook

Leia também


Comentar pelo Site

Nenhum Comentário
Seja o primeiro a comentar essa notícia.