| Futebol

A primeira nunca se esquece: os estreantes em finais do NBB

Mineiro, Ronald Ramon e JP Batista chegam à decisão inédita e Rafa Luz e Jason Robinson sentem o gosto da disputa pelo título no primeiro NBB de suas carreiras

flameng - A primeira nunca se esquece: os estreantes em finais do NBB

A primeira final a gente nunca esquece!

No time de basquete do Flamengo, alguns atletas já sentiram o gostinho de brigar pelo título do NBB CAIXA - e venceram, mais de uma vez, o campeonato, vestindo o Manto Sagrado, como é o caso de Marcelinho, Marquinhos, Olivinha, Gegê e Meyinsse. Mas os cinco reforços contratados para esta temporada estão debutando em decisões do torneio nacional: Rafael Mineiro, Rafa Luz, Ronald Ramon, Jason Robinson e JP Batista.

Mineiro e Ramon têm experiência no basquete brasileiro. De 2008 a 2015, o primeiro passou por Paulistano, São José, Pinheiros e Limeira; já o dominicano defendeu o Limeira, de 2010 a 2015. Para Robinson, Luz e JP, o sentimento é ainda mais especial. Os três chegaram à decisão em sua primeira temporada no NBB em suas carreiras. Enquanto o norte-americano e o armador nunca haviam disputado uma partida sequer pelo campeonato, já que jogavam na Europa, o pivô entrou em quadra apenas uma vez, na temporada 2009/2010, pelo Londrina, e depois também seguiu carreira no Velho Continente até chegar à Gávea.

"O basquete brasileiro está se desenvolvendo bastante nos últimos tempos, para mim é uma satisfação muito grande jogar o NBB, e logo na primeira temporada já chegar à final. O estilo de jogo aqui no Brasil é bem físico, em comparação com o basquete europeu. Estou feliz e tem sido uma experiência excepcional", disse JP Batista. Rafa Luz concorda e ainda lembra das dificuldades superadas pela equipe até chegar à quarta final consecutiva do campeonato.

"Melhor impossível. Meu primeiro NBB já chegando na final com grandes chances de ganhar o título. Está sendo excelente, ainda mais pelo trabalho que vem sendo realizado por toda a equipe. É verdade que no começo foi um pouco difícil por causa da adaptação, é um estilo de jogo diferente do que eu estava acostumado, o time tinha vários novos jogadores e passou por uma reformulação muito grande. Mas o importante é que agora, na reta final, estamos todos adaptados e com muita vontade de ganhar esse título, que fecharia tudo com chave de ouro", afirmou Luz.

Além de comemorar o momento do time e de sua carreira, o norte-americano Jason Robinson exaltou os companheiros, a comissão técnica e a Nação Rubro-Negra.

"Meu primeiro ano em uma temporada completa do NBB foi incrível. É uma competição muito mais dura do que eu esperava. E estar aqui no Flamengo é uma oportunidade única na vida, jogando por essa instituição, com esses grandes jogadores, treinadores e essa torcida. É incrível, maravilhoso. Fico muito feliz por isso e ter a chance de disputar o título torna tudo mais especial".

Jogo 4
Flamengo e Bauru disputam o título do NBB CAIXA e a série está em 2 a 1 para o Rubro-Negro, depois da vitória no Jogo 3, em casa. Agora, as equipes duelam em Marília, São Paulo, pelo quarto jogo das finais, este sábado (4), às 14h10. Se o Orgulho da Nação vencer, será o campeão. Em caso de vitória do Bauru, a decisão vai para o Jogo 5, no Rio de Janeiro, no sábado seguinte (11).

A equipe de basquete adulto do Clube de Regatas do Flamengo conta com aporte direto de recursos de seus patrocinadores – SKY e Estácio – além de investimentos da Tim via Lei Estadual de Incentivo ao Esporte/Secretaria de Estado de Esportes, Lazer e Juventude (ICMS).

Fonte: http://www.flamengo.com.br/site/noticia/detalhe/23473/a-primeira-nunca-se-esquece-os-estreantes-em-finais-do-nbb

Comentar pelo Facebook

Leia também


Comentar pelo Site

Nenhum Comentário
Seja o primeiro a comentar essa notícia.