A volta de Guerrero: elenco comemora o retorno do camisa 9

A volta de Guerrero: elenco comemora o retorno do camisa 9

- Foi o momento mais difícil da minha vida.

Assim, Paolo Guerrero resumiu, na zona mista do Maracanã, o período longe dos gramados, de seis meses e meio, após ser flagrado em um exame antidoping, no ano passado. Mas o retorno do atacante, foi emocionante. Além de ter seu nome gritado pela torcida do primeiro ao último minuto, na vitória por 2 a 0 sobre o Internacional, o camisa 9 recebeu apoio dos companheiros e do técnico Maurício Barbieri.

Um dos destaques da partida, Lucas Paquetá, autor do primeiro gol, foi um dos primeiros a rasgar elogios ao veterano companheiro, que tem contrato com o Flamengo até o dia 10 de agosto.

- Todo mundo ficou muito feliz pela volta do Guerrero. Sabemos o profissional que ele sempre foi e tenho certeza que ele vai nos ajudar muito - disse o camisa 11.

Atuando ao lado de Vinícius Júnior, Paquetá será um dos responsáveis para armar o jogo para Guerrero. E a outra promessa do Flamengo também não poupou palavras quando o assunto foi o peruano. Contudo, a falta de entrosamento foi destaca pelo camisa 20.

- Fiquei muito feliz. Ele é um grande jogar. Aos poucos, com Guerrero voltando, vamos entrosar. Com Dourado estamos mais ligado, porque já jogamos há mais tempo juntos. Parabéns para todos no grupo, que fizeram uma grande partida - disse.

Guerrero, por sua vez, retribuiu o carinho dos jovens e projetou o futuro que espera para as duas principais promessas do time titular rubro-negro.

- Os garotos estão muito bem, se firmando e estão jogando muito. Desejo toda sorte do mundo, porque eles têm muito talento - comentou.

BARBIERI COMENTA RETORNO E FALTA DE RITMO

Responsável por escalar ou não Guerrero, seja neste jogo com o Internacional ou nos próximos, o técnico Maurício Barbieri foi mais um a destacar a volta do atacante. Entretanto, o jovem comandante confirmou que o camisa 9 ainda não está pronto para atuar os 90 minutos, por agora.

- Fico feliz dele estar voltando. Ele não tem condição física ideal, mas precisou jogar menos minutos do que a torcida gostaria e do que a gente gostaria. Mais aos poucos ele vai crescer ainda mais - disse.

Contra a Ponte Preta, na quinta-feira, pela Copa do Brasil, Guerrero pode ganhar uma oportunidade entre os titulares. Nesta semana, ele treinou apenas no sábado, já que viajou para a Suíça para resolver sua vida no julgamento na Corte Arbitral do Esporte.