| Futebol

Adryan, sem máscaras

flameng - Adryan, sem máscaras

Um dos poucos pontos positivos na estreia do Flamengo na temporada 2017, no último sábado, frente ao Vila Nova em Goiânia, foi ver o Adryan jogando bem novamente.

E olha que demorou bastante, há anos que o jovem meia-atacante, entre idas e vindas, não brilha com a camisa rubro-negra em uma partida. Ainda que não tenha como tirar conclusões de um amistoso na pré-temporada para o restante do ano, é um início animador pro Adryan.

O rapaz mudou o jogo quando entrou, e pra mim foi um dos ‘melhores’ (?) jogadores do Flamengo na partida, mostrou boa movimentação, não se escondeu, e foi premiado com uma belíssima assistência para Leandro Damião balançar as redes.

É interessante ver essa disposição do Adryan em campo, pois certamente ele está tendo as suas últimas chances de vingar como jogador do Flamengo. Uma das maiores promessas da história das categorias de Base rubro-negras está na berlinda.

Adryan, o ‘ex-novo-Zico’ da galera, foi tão precoce, mas tão precoce… que já parece um veterano no alto de seus 22 anos de idade. Eis um problema crônico que o Flamengo tem com as suas joias que rapidamente entram em evidência, e conquistam a fama.

Mas agora, mais maduro, e após rodar por clubes europeus, com boas experiências no futebol italiano, e inglês, Adryan pode estar maturado ao ponto certo para quem sabe chegar ao seu auge, e ajudar de alguma forma o Flamengo.

E nesse momento as coisas podem ser ainda mais fáceis, indo na contramão da absurda expectativa que foi depositada sobre ele anteriormente. Tido como um refugo no Flamengo hoje em dia, ninguém mais espera que ele seja um jogador genial, pelo contrário, a maioria duvida de sua capacidade.

Sem esse peso de carregar a responsabilidade de ser o grande craque dos 45 milhões de apaixonados rubro-negros espalhados pelo mundo, o não-mais superestimado Adryan poderá sim sobressair na mediocridade do futebol brasileiro.

Chances não faltarão, com Campeonato Carioca, e Primeira Liga no calendário, Adryan poderá mostrar no primeiro semestre de 2017 que é um jogador aproveitável nesse elenco do Flamengo, e quem sabe conquistar um lugar ao sol.

Para isso, Adryan tem que deixar essa máscara de boleiro supervalorizado em casa, e ter humildade para trabalhar bastante. Tem que entrar em forma também, pois está ostentando uma barriga que não condiz com um atleta profissional.

Adryan tem talento, isso é inegável, ainda que não se torne o grande craque que era esperado tempos atrás, ele ainda pode ser útil ao Flamengo, e mudar o final dessa história.

Que os deuses do futebol estejam com o Flamengo!

Vinny Dunga

Siga no Twitter:  twitter.com/DungaVinny (@DungaVinny)

Curta no Facebook: facebook.com/ColunaDoVinny

Fonte: http://colunadoflamengo.com/2017/01/adryan-sem-mascaras/

Comentar pelo Facebook

Leia também


Comentar pelo Site

Nenhum Comentário
Seja o primeiro a comentar essa notícia.