Agência Antidoping não pediu aumento de pena e Guerrero pode jogar pelo Fla, diz jornal

Agência Antidoping não pediu aumento de pena e Guerrero pode jogar pelo Fla, diz jornal

Foram cerca de dez horas de julgamento na Suíça e, até então, não se sabe o que será do futuro da carreira do atacante Paolo Guerrero. Antes da audiência no TAS, três hipóteses eram tratadas como possíveis: manutenção da punição, absolvição ou aumento da pena. As duas primeiras deixariam o atleta livre para voltar a campo, uma vez que, exatamente nesta quinta (03), o prazo imposto anteriormente se encerrou.

Apesar do medo de Paolo e de seus fãs quanto à possível prorrogação da sanção, de acordo com informação veiculada no jornal El Bocón, do Peru, a Agência Mundial Antidoping, mais conhecida como Wada (sigla em inglês), não oficializou o pedido de que o jogador fique fora por dois anos. Desta forma, a única possibilidade de deixar Guerrero fora por mais tempo teria sido eliminada.

O centroavante está treinando com o elenco rubro-negro desde o dia 20 de março. Sendo assim, ele está apto fisicamente para voltar a campo já na próxima partida. Hipótese que, inclusive, foi cogitada pela assessoria de imprensa do Flamengo, garantindo o retorno do camisa 9 dependeria apenas de opção técnica.

O próximo compromisso do Flamengo será no domingo (06), contra o Internacional. O Mais Querido entra em campo pela quarta rodada do Brasileirão, com a intenção de se manter no topo da classificação. Até então, o Mengão fez três partidas, venceu duas e empatou outra.