Agora é a hora! Flamengo 'estreia' em 2018 seguindo à risca o planejado

Agora é a hora! Flamengo 'estreia' em 2018 seguindo à risca o planejado

Mesmo que o discurso seja ensaiado, o foco do Flamengo, desde o início da pré-temporada, era o dia 28 de fevereiro. A estreia na Copa Libertadores, diante do River Plate, da Argentina. E esse dia chegou. Nesta quarta-feira, às 21h45, o Rubro-Negro, enfim, fará sua "estreia" na temporada 2018, com o planejamento seguido à risca, por jogadores e comissão técnica.

Mesmo atuando no Campeonato Carioca, Paulo César Carpegiani usou a competição como laboratório. Em diversas oportunidades, o treinador destacou os testes que vinha fazendo para encontrar o time ideal para o primeira confronto na competição continental. A Copa Libertadores é o sonho de consumo na Gávea. De qualquer maneira, o discurso é de trabalhar em todas as frentes.

- Libertadores ou Brasileiro? Os dois são muito disputados. Excelentes campeonatos. Sonharia com os dois. Não tem preferência - afirmou Everton Ribeiro, em entrevista exclusiva ao Lance!

De qualquer maneira, Carpegiani conseguiu ter todo o elenco à disposição para a grande "estreia" do ano. Apenas Cuéllar, que vinha jogando, está fora por suspensão. Entretanto, o treinador testou vários nomes no lugar, para não alterar seu esquema, e manter o padrão de jogo. Entre os testados, Jonas foi o escolhido.

E não só isso, o treinador ainda fez testes para escolher a melhor forma de jogar. Atuou com dois e três volantes. Com o desempenho evoluindo, escolheu a melhor forma de jogo: o 4-1-4-1. Assim, Henrique Dourado joga isolado na frente e a linha de quatro jogadores no meio de campo alterna o posicionamento. Assim, encontrou um time com Lucas Paquetá e Everton Ribeiro revezando como volantes. Tudo no Carioca. Tudo de olho na Libertadores.

- Carioca não é treinamento não. Tem outros profissionais que estão buscando
espaço. Temos que entrar com a mesma seriedade de jogar uma final com
uma grande equipe. Até por isso temos tido esses resultados. Se
perdermos essa seriedade, vamos acabar tropeçando - afirmou Everton Ribeiro.

VINÍCIUS JÚNIOR: HOMEM-SURPRESA DE CARPEGIANI

Os testes neste início de temporada, também serviram para o treinador encontrar soluções, durante a partida, caso o Flamengo precisa reverter. E assim, Vinícius Júnior aparece como a principal opção do elenco. Não à toa, o garoto vindo do banco de reservas é o artilheiro da equipe na temporada, com quatro gols.

Quando iniciou entre os titulares, chamando a responsabilidade. o jovem alternou altos e baixos. No clássico contra Fluminense, ficou muito abaixo do que vinha apresentando. Contra Cabofriense, foi autor do gol da vitória.

Mas nos testes de Carpegiani, o garoto se mostrou uma peça que pode entrar e decidir. Foi assim em três jogos seguidos do Rubro-Negro no Estadual, incluindo as semifinais e final da Taça Rio. O jovem saiu do banco, mudou a forma do Flamengo se comportar e deixou sua marca.

RIVER PLATE - O RIVAL MAIS FORTE ATÉ AGORA

O Flamengo já realizou três clássicos no ano, com uma vitória, um empate e uma derrota. O revés foi com o time reserva, no sábado, diante do Fluminense, e foi por 4 a 0. Resultado que ligou o sinal de alerta na Gávea.

Mesmo sabendo que a partida não tinha tanto peso para o grupo - e nem servia mais para testar o time que encararia o River - o Flamengo sabe que não pode vacilar diante do rival argentino.

Neste momento, o River vive péssima situação no Campeonato Argentino, ocupando apenas a 20ª colocação, em 17 partidas - foram só cinco vitórias. De qualquer forma, o discurso da comissão técnica do Fla é de não dar espaço para o rival jogar. Com um elenco qualificado, os argentinos são considerados mais fortes que os rivais do Rio de janeiro, independentemente dos confrontos no Estados serem clássicos.

Porém, o Flamengo quer aproveitar a má fase do River Plate e começar com o pé direito, contra um concorrente direto a liderança da chave, ao final da fase de grupos. Santa Fé (COL) e Emelec (EQU), são considerados os azarões.