Aguardando julgamento de recurso, Guerrero volta aos treinos na terça

Aguardando julgamento de recurso, Guerrero volta aos treinos na terça

Paolo Guerrero está cada vez mais perto de "reforçar" o Flamengo em 2018. Suspenso por doping desde novembro, o atacante peruano é aguardado no Ninho do Urubu na terça-feira, dia 20 maio, 45 dias antes do fim de sua pena.

Assim, a diretoria reativará o contrato de Guerrero, que está suspenso desde janeiro. Neste período, o Flamengo deixou de pagar os salários do camisa 9. O vínculo do centroavante de 34 anos com o Rubro-Negro é até 10 de agosto.

Por conta da suspensão por doping, as negociações pela prorrogação do contrato de Guerrero com o Flamengo ficaram paralisadas. Agora, a diretoria do clube da Gávea deve retomar as conversas com os empresários.

A ideia inicial é contar com o camisa 9 até o fim desta temporada. Afinal, Guerrero foi inscrito pelo Flamengo na Copa Libertadores. Além disso, o atacante Felipe Vizeu, negociado com a Udinese-ITA, deixa a Gávea em julho.

Entenda a 'liberação' de Paolo Guerrero

Desde que foi flagrado no exame antidoping e suspenso preventivamente pela Fifa em novembro, Paolo Guerrero não está apenas impossibilitado de atuar, mas também de utilizar as dependências do clube da Gávea. Ou seja, o peruano não treina com os companheiros, no Ninho do Urubu, desde então.

A liberação para o centroavante voltar a frequentar o CT do Flamengo se dá pelo artigo 29, parágrafo 2 do Código Antidopagem da Fifa, que diz o seguinte:

"Um jogador poderá regressar ao treinamento com uma equipe ou ao uso das instalações de um clube ou outra organização membro da associação membro da FIFA durante: (1) os últimos dois meses do período de suspensão do jogador, ou (2) o último quarto do período de suspensão imposto, se este for inferior a dois meses".

Clube e jogador aguardam julgamento de recurso

Os advogados de Paolo Guerrero ainda buscam a absolvição do atleta e, assim como a diretoria do Flamengo, estão na expectativa do julgamento do recurso final na Corte Arbitral do Esporte (CAS). A data ainda não foi definida, mas a expectativa, por parte do clube e da defesa, é de que isso aconteça em breve.

Guerrero testou positivo para benzoilecgonina, principal metabólito da cocaína, em exame antidoping realizado após o jogo entre Peru e Argentina, no dia 5 de outubro. A partida era válida pelas eliminatórias da Copa do Mundo de 2018.

Por causa disso, a Fifa suspendeu o atleta por 30 dias preventivamente. Depois, no dia 8 de dezembro, a Fifa anunciou a suspensão do atacante por um ano.

Em 20 de dezembro, a Comissão de Apelação da Fifa aceitou parcialmente o recurso interposto pela defesa de Guerrero, reduzindo a pena para seis meses.