| Futebol

Alex Muralha vê saldo positivo do Fla: "Não tem que se queixar de nada"

Goleiro rubro-negro recorda chegada tímida no clube e diz que terminar em terceiro no Brasileirão foi um resultado positivo após temporada marcada por viagens

flameng - Alex Muralha vê saldo positivo do Fla:
"Não tem que se queixar de nada"


O Flamengo chegou a vislumbrar desbancar o Palmeiras na briga pelo título do Campeonato Brasileiro, acabou tentando garantir o vice-campeonato, que oferecia uma premiação maior, mas o empate com o Atlético-PR, em 1 a 1, na última rodada, rendeu ao clube o terceiro lugar, atrás do Santos. Com uma vaga na Libertadores garantida, o goleiro Alex Muralha disse crer que o resultado é mais do que satisfatório para o Rubro-Negro em meio a um ano em que o Maracanã esteve longe a maior parte do tempo.

-  Não é desculpa, mas é desgastante, você viajar bastante, ter que ir para aeroporto. Às vezes viagem de madrugada em voo fretado, no outro dia tem que treinar de novo. Mostra a capacidade que conseguimos fazer nosso trabalho bem feito, independente da colocação que ficamos. Foi um ano bom para o Flamengo, não tem que se queixar de nada. Tudo que aprendemos esse ano vamos levar para o ano que vem como experiência, com o campo aqui no Rio vai ser muito mais fácil para nós - disse o jogador no "Seleção SporTV".

Além da superação do time sem o Maracanã, Muralha também acredita em uma evoluação pessoal no clube, já que chegou vindo de um time menos expressivo, o Figueirense, e conquistou sua titularidade aos poucos. De quebra, o goleiro ainda ganhou de Tite, técnico da seleção brasileira, uma oportunidade com a camisa do Brasil, apesar de ter ficado na reserva de Alisson.

- Para ser perfeito, só faltou o título (...) Tinha muita desconfiança, sem querer desmerecer o Figueirense. Agradeço por não chegar jogando. Pude aprender como funcionava tudo dentro do clube, como era a torcida. Jogar contra o Flamengo é uma coisa, jogar dentro do Flamengo é totalmente diferente. Nesse tempo que tive para me preparar foi o quanto consegui ganhar confiança dos torcedores. O primeiro jogo, contra a Ponte, me marcou, fui saber que ia jogar na preleção. Às 8h, o Zé Ricardo falou que eu ia jogar.


Fonte: http://sportv.globo.com/site/programas/selecao-sportv/noticia/2016/12/alex-muralha-ve-saldo-positivo-do-fla-nao-tem-que-se-queixar-de-nada.html

Comentar pelo Facebook

Leia também


Comentar pelo Site

Nenhum Comentário
Seja o primeiro a comentar essa notícia.