De acordo com reportagem do site ​GloboEsporte, o Flamengo lucrou R$ R$1.101.761,07 do total de quase R$ 3 milhões da renda. Mas a que se deve tamanha discrepância? Os custos da partida envolveram vários aspectos. Desde a contratação de pessoas de segurança privada, passando por operações de trânsito e o próprio consumo do local. Isso sem falar na Taxa da Ferj e no aluguel de R$ 611.135 pago à Odebrecht. No total, na lista do borderô rubro-negro, os descontos comeram quase 63% da receita de bilheteria. O diretor de novos negócios do Fla, Marcelo Frazão, resumiu a situação para que o clube não tenha prejuízo ao utilizar o Maior do Mundo:

"Essa conta (quantos pagantes no estádio para não ter prejuízo) não é tão simples . É muito mais relacionado a quanto de renda terá. Nesse nível de negociação do Maracanã, vai ter um ponto de equilíbrio de 30, 35 mil pagantes. Mais perto de 30, do que de 35 mil pagantes, mas depende, obviamente, de quanto a gente vai cobrar no jogo. É difícil cravar um valor. A maneira que o Flamengo tem essa negociação pontual com o Maracanã, acredito que de 30 a 35 mil pagantes", relatou à mencionada reportagem. 

Para a grande final contra o Cruzeiro, no próximo dia 7 de setembro, o Maracanã está confirmado novamente como sede do mando de campo rubro-negro.