Amigos de torcedor do Flamengo morto em BH fazem campanha para ajudar família

Amigos de torcedor do Flamengo morto em BH fazem campanha para ajudar família

Os amigos do torcedor Anderson Duque Estrada, de 37 anos, que morreu dentro de um carro particular, a caminho do Estádio Mineirão, estão pedindo ajuda. O corpo do flamenguista foi transferido na manhã desta sexta-feira para o Rio de Janeiro, e será enterrado no sábado em Inhaúma, na Zona Norte da cidade. A família recebe ajuda de rubro-negros para custear traslado, porém vai precisar de muito mais já que Anderson era trabalhador e pai de gêmeos.

Por isso, uma campanha nas redes sociais começou a ser articulada para arrecadar dinheiro e ajudar a mulher e os filhos do torcedor. Um amigo dele, Lucas Jardim, narrou o que aconteceu na última quarta-feira, horas antes do duelo entre Cruzeiro e Flamengo, pela final da Copa do Brasil.

– A gente se hospedou em um hostel, fizemos um churrasco desde cedo. Quando foi por volta das 19h, começamos a nos ajeitar para ir para o estádio. O Anderson (apelido Teta) foi no primeiro carro em direção ao estádio. Dentro do carro, assim que sairmos, ele começou a dormir, roncar mesmo. No inicio achávamos que era mais uma das milhões de brincadeiras dele, porém, em determinado momento, vimos que ele não estava bem. O Uber rodou até acharmos uma ambulância ali próximo ao Mineirinho e ali mesmo começou as tentativas de reanimá-lo, porém ele já estava sem batimento – relatou.

Para quem quiser ajudar, segue os dados da conta da mulher do torcedor morto:

Itau

Ag: 0584

C/c : 62912-5

Cpf:053.341.067-31

Gizelli de castro Duque Estrada de Souza