| Futebol

André Santos apanha de torcedores ao deixar o Beira-Rio

Lateral é cercado por grupo de 15 rubro-negros e é agredido ao tentar entrar numa van. Flamengo foi goleado pelo Internacional e se manteve na lanterna do Brasileirão

O clima esquentou em Porto Alegre após a derrota do Flamengo para o Internacional, por 4 a 0, na tarde deste domingo em Porto Alegre. O lateral André Santos apanhou de torcedores rubro-negros ao sair do Beira-Rio. O jogador deixava o estádio antes dos companheiros, durante a entrevista coletiva de Ney Franco, rumo a uma van. Ele foi interpelado por rubro-negros até que um deles o acertou no rosto com um soco. O ato foi a senha para outras agressões. O camisa 27 chegou a ficar acuado contra a van enquanto recebia socos e pontapés. Em determinado momento, conseguiu entrar no veículo, mas foi retirado à força pelos agressores. O segurança à paisana que o acompanhava também teria sido afetado com a violência. De acordo com relatos de outros seguranças que presenciaram a cena, o atleta ficou com um corte no supercílio. Mas a informação do clube nega o ferimento.

- Estive com o André na van e ele não tinha cortes. Apenas estava assustado pelo que aconteceu - disse Gabriel Skinner, gerente de futebol.

protesto torcida Flamengo Beira-Rio (Foto: Cahê Mota )Grupo de torcedores rubro-negros protesta na saída do Beira-Rio após goleada sofrida pelo Flamengo (Foto: Cahê Mota )

André Santos deixou o Beira-Rio antes dos companheiros para seguir num voo às 19h40 para Florianópolis, cidade onde tem residência fixa. Desde a chegada de Felipe Ximenes ao clube, os jogadores ficam liberados logo após os jogos quando há folga na segunda-feira. O restante da delegação viaja para o Rio de Janeiro na manhã desta segunda, e o desembarque promete ser conturbado. Após a agressão ao lateral, o grupo seguiu protestando na porta do Beira-Rio. Os torcedores cantaram que "no Rio a porrada vai comer" e que o goleiro Felipe seria o próximo alvo. Pediram também a saída do técnico Ney Franco.

Somente uma hora após o fim da partida é que o ônibus com os jogadores e o restante da delegação deixou o estádio. Na saída, houve forte aparato policial e os torcedores foram mantidos à distância. No entanto, já na rua, alguns rubro-negros esperaram o veículo fazer um contorno para tomar seu rumo e, quando ele retornava, atiraram pedras. Uma delas atingiu e quebrou uma das janela do automóvel.

Com a derrota para o Internacional, o Flamengo se manteve na lanterna do Campeonato Brasileiro, com sete pontos ganhos em 11 jogos disputados. O time só conseguiu uma vitória na competição e está há oito partidas seguidas sem saber o que é conquistar três pontos. Destes oito jogos sem vencer, sete foram sob o comando de Ney Franco, que substituiu o demitido Jayme de Almeida no posto. O atual treinador acumula três empates e quatro derrotas à frente do Flamengo nesta segunda passagem pelo clube.

Comentar pelo Facebook

Leia também


Comentar pelo Site

Nenhum Comentário
Seja o primeiro a comentar essa notícia.