O Flamengo vive sua melhor fase em 2016. Há seis jogos invicto e na vice-liderança do Brasileirão, o rubro-negro parece finalmente navegar em águas tranquilas após uma primeira metade de temporada para lá de turbulenta. Isto, contudo, não significa que o clube tenha diminuído sua preocupação com os erros de arbitragem do Campeonato Brasileiro. Tanto que, institucionalmente, manterá a pressão sobre a cúpula da CBF. As informações são do UOL.

No entendimento do Fla, alguns lances ao longo da competição vem prejudicando o desempenho da equipe. Os mais recentes aconteceram nos dois últimos jogos, quando adversários tocaram com a mão na bola dentro da área e o pênalti não foi marcado - Caju, na partida contra o Santos, e Léo, no duelo com o Atlético-PR.

Além destes lances polêmicos, questões disciplinares também serão apontadas pelo dossiê rubro-negro. O principal caso é a entrada dura do lateral-direito Fagner sobre o meia Ederson, que tirou o jogador de combate por cerca de um mês. 

O técnico Zé Ricardo prefere não se preocupar com estas questões. Para o comandante, o mais importante é manter as boas atuações para seguir no pelotão de frente da tabela.

- ​É importante a gente estar no bolo de clubes na parte de cima da tabela. Ainda temos muito a crescer e a evoluir. A equipe vem mostrando isso. Estamos há seis partidas sem perder e há três sem sofrer gols. O grupo está muito unido e comprometido. Então só posso acreditar que ainda vamos crescer bastante na competição - analisa o treinador.