Após 10h30 de audiência, Paolo Guerrero deixa sede da CAS confiante

Após 10h30 de audiência, Paolo Guerrero deixa sede da CAS confiante

A audiência que definirá o futuro de Paolo Guerrero chegou ao fim na Suiça. O centroavante do Flamengo deixou a sede da Corte Arbitral do Esporte (CAS), em Lausanne, após 10h30 no local e demonstrou confiança em sua absolvição. 

- Disse tudo o que tinha para dizer. Agora me resta aguardar a decisão. Estou otimista. Agradeço a todos torcedores que estão em Lima (torcendo por mim) e àqueles que também vieram aqui - afirmou o atacante peruano de 34 anos.

A audiência durou mais de 10h - com pausa para almoço - e foi dividida em três apelações: a defesa de Paolo Guerrero pediu a absolvição; a Fifa pediu a manutenção da pena de seis meses - que acabou nesta quinta-feira; e a WADA propôs o aumento da suspensão para dois anos. Depois das partes apresentarem suas ideias, os advogados fizeram suas argumentações finais.

Guerrero foi defendido pelos advogados Bichara Neto, Pedro Fida e Juan de Dios Crespo. Durante a audiência, o próprio centroavante peruano deu seu depoimento como testemunha. Luiz Carlos Cameron, Chefe do Departamento de Genética e Biologia Molecular da UERJ, também foi levado pela defesa para testemunhar a favor do atacante.

Na frente da sede da Corte Arbitral do Esporte, cerca de 30 peruanos ficaram de "plantão" durante toda audiência em apoio ao centroavante da seleção.

Caso não tenha a suspensão aumentada, Paolo Guerrero é nome certo na lista do técnico Ricardo Gareca para a Copa do Mundo da Rússia. Pelo Flamengo, o retorno do atacante aos campos pode ser no domingo, contra o internacional.

RELEMBRE O CASO

Paolo Guerrero foi flagrado no exame antidoping no dia 6 de outubro, em jogo das Eliminatórias Sul-Americanas para o Mundial da Rússia, entre Peru e Argentina. Em 3 de novembro, a Fifa o suspendeu preventivamente por 30 dias.

A substância benzoilecgonina, um metabólito da cocaína, foi encontrada no exame antidoping de Guerrero. Esta substância não é encontrada em nenhuma medicação, somente na cocaína ou no chá de coca. A benzoilecgonina está na lista de substâncias proibidas da Agência Mundial Antidoping (Wada).

Em 8 de dezembro, a Fifa anunciou a suspensão do atacante por um ano e depois, em 20 de dezembro, reduziu o afastamento do atleta em seis meses, aceitando o recurso da defesa do jogador, que desde então tenta a absolvição.

No dia 20 de março, Guerrero voltou ao Ninho do Urubu e reencontrou os companheiros de Flamengo. O atacante estava impedido de utilizar as instalações do clube e vinha mantendo a forma física na Argentina.

A liberação de Guerrero ao dia a dia do Flamengo estava prevista no Código Antidopagem da Fifa, que diz que o atleta "poderá regressar ao treinamento com uma equipe ou ao uso das instalações de um clube durante o último quarto do período de suspensão imposto, se este for inferior a dois meses".