Após declaração polêmica sobre a torcida, diretor do Fla se manifesta em rede social

Após declaração polêmica sobre a torcida, diretor do Fla se manifesta em rede social

Em protesto ao desempenho do Flamengo na última partida contra o Atlético Mineiro, no sábado (18), pela quinta rodada do Campeonato Brasileiro, os muros do Ninho do Urubu e da sede do clube, na Gávea, amanheceram pichados, com pedidos da saída de Abel Braga, e do vice-presidente de relações externas, BAP. Uma frase sobre a conquista da Florida Cup também foi exposta no muro, dizendo “Copa Mickey é o c***lho”. Entretanto, uma declaração do diretor de relações externas, Cacau Cotta, sobre esse acontecimento não foi bem interpretada pelos torcedores.

Durante o programa Os Donos da Bola, nesta quarta-feira (22), o diretor de relações externas do Flamengo disse que as pichações feitas tiveram cunho político, porque a palavra “Mickey” foi escrita da forma correta e, por isso, as manifestações não teriam sido feitas por torcedores rubro-negros. Pouco depois, a declaração de Cotta já estava sendo bastante criticada nas redes sociais. Devido a enxurrada de críticas que recebeu, o diretor do Flamengo, em suas redes sociais, tentou explicar o significado de sua frase.

-Só quero deixar claro que depredar o patrimônio do clube não é uma atitude inteligente e creio que tenha sido um ato político e profissional. É só falei isso pra defender as nossas torcidas organizadas e nosso torcedor comum tão atacados por parte da mídia. SRN