"Agradeço a todos os jogadores, que me acolheram muito bem, e ao estafe do Flamengo, que me ajudaram a me empenhar. Sabia da responsabilidade que ia ter, e ia encarar uma pressão muito grande. Muitas vezes, a contribuição não vai ser com gol, e sim fazendo pivô, para dar espaço aos meus companheiros. Agora, fico muito feliz porque pude estrear com gol, é sempre bom estrear marcando. Agora é buscar o ritmo de jogo, que me faltou um pouco, mas estou contente pelo resultado. Estão todos de parabéns. Temos de matar um leão por dia. Mas, à medida que formos adquirindo mais entrosamento, tudo vai ficar ainda melhor", avaliou o Ceifador.

Depois de não tomar conhecimento do rival alvinegro na semifinal da Taça Guanabara, o Fla agora volta a campo somente no domingo, 18, para decidir o torneio com o Boavista no estádio Nilton Santos.