Após polêmicas, grupo político emite nota sobre aprovação de balanço financeiro do Flamengo

Após polêmicas, grupo político emite nota sobre aprovação de balanço financeiro do Flamengo

Em ano eleitoral, é cada vez mais comum ver as disputas políticas se acirrando nos bastidores. Este foi um dos grandes motivos que ocasionou discussões internas durante a primeira reunião para aprovação das contas do Flamengo em 2017. Porém, em novo encontro com a diretoria, o Conselho Deliberativo concordou com os valores apresentados nos documentos.

Em meio a tal situação, o grupo político FlaMais (Fla+) resolveu se manifestar através de carta aberta. A nota emitida recebe o título de “Oposição com responsabilidade”, demonstrando satisfação com a forma que o cenário evoluiu nos bastidores.

CONFIRA A NOTA:

“Ontem a oposição do Flamengo deu uma prova de que é possível ser oposição, sem ser rancorosa.

Após convocação do Fla+ para que os conselheiros comparecessem a segunda reunião para votação das contas de 2017, vez que na reunião de 26/04 as contas não foram aprovadas, o plenário do Conselho ficou abarrotado de conselheiros.

Rostos novos e conhecidos que a muito não compareciam ao conselho vieram ao Flamengo para analisar os pareceres, ouvir as explicações exigidas na última reunião e votar com tranquilidade as contas.

A diretoria iniciou sua fala respondendo as questões apresentadas pelo Fla+ e por outros conselheiros de forma transparente.

A distribuição e critério de estabelecimento dos bônus foram justificados, a alocação de “verbas carimbadas” não cumpridas em 2017 foi explicada (serão cumpridas em 2018 pois os recursos eram parcelados e só agora foram integralizados) e todos os pontos foram atacados.

Os conselheiros não ficaram satisfeitos com os critérios para os bônus conferidos a colaboradores e manifestaram sua indignação, contudo, uma vez que o estatuto do Flamengo estabelece a discricionariedade da diretoria em fixar as bases, não havia como reprovar as contas. Apenas protestar por melhores critérios para o próximo exercício.

Pendentes apenas dois pontos que foram destacados por membros do Fla+ em seus encaminhamentos de votação.

O primeiro, a necessidade de republicação do balanço para sanar erro em rubrica que informava pagamento a pessoa diversa da que realmente recebeu a remuneração. A diretoria, reconhecendo o equívoco do lançamento, assumiu a responsabilidade de publicar uma errata, o que foi acatado e a ressalva foi retirada.

O segundo foi o fato de os seguros não terem sido auditados. O representante da auditora independente requereu a palavra e informou que após a não aprovação das contas na reunião do dia 26/04, as apólices foram entregues pela diretoria, foi verificada a adequada cobertura das mesmas e os seguros agora estão auditados. Constada esta informação em ata, o conselheiro também retirou sua ressalva e o balanço seguiu para aprovação tão somente com a ressalva do Conselho fiscal que foi aprovada.

Ficou evidente o espirito de cooperação entre oposição e situação que se uniram no conselho para, além de cobrar maior transparência dos gastos do Flamengo, colaborou com a diretoria na confecção de um balanço mais seguro para o Flamengo.

Parabéns a diretoria, em especial ao diretor financeiro do Flamengo que atendeu a todos os pleitos da oposição e cumpriu seu papel de informar e dirimir as questões trazidas, finalmente atendendo a Transparência cobrada na última publicação do FLA+.”

*Disponível em http://www.flamais.com.br/oposicao-com-responsabilidade-aprovacao-do-balanco-2017/