Após recorde, Fla terá preço popular na maioria do Brasileiro no Maracanã

Após recorde, Fla terá preço popular na maioria do Brasileiro no Maracanã

recorde de público alcançado pela torcida do Flamengo no Maracanã (60.182), na vitória sobre o Internacional, neste domingo, simbolizou a guinada do clube na direção de uma popularização das arquibancadas. Com a proximidade de assinar um novo acordo para uso do estádio pelos próximos anos, a diretoria projeta preços populares para a maioria dos jogos do Brasileiro.

A intenção é manter o padrão de valores cobrados para o público geral e ampliar a vantagem dos sócios-torcedores, para recuperar a adesão aos planos após período de declínio por conta da má fase. Mesmo com o retorno da Ilha do Urubu, em obra, esse é o plano para os jogos como mandante.

Em partidas de maior apelo, como clássicos regionais e nacionais, e na Libertadores, o valor do ingresso será um pouco mais alto, para atender à grande demanda em meio à boa fase. Os dirigentes entendem que nessas partidas de maior procura haverá compensação dos lucros.

Diante do Internacional, o aluguel do Maracanã foi de R$ 250 mil e a renda de R$1.415.585,00. A receita líquida obtida pelo Flamengo foi de apenas R$ 186.675,98, segundo borderô da CBF.

A diminuição dos valores dos ingressos vinha sendo debatida mais intensamente no Flamengo há alguns meses, e enfim houve aprovação de setores do marketing e de grupos ligados à presidência para implementação. Isso foi possível graças á unificação das metas de bilheteria e sócio-torcedor, que antes concorriam.