Após vaias da torcida do Fla a Dourado, Carpegiani pede paciência: ‘Está sendo inserido no grupo’

Após vaias da torcida do Fla a Dourado, Carpegiani pede paciência: ‘Está sendo inserido no grupo’

O atacante Henrique Dourado não teve uma grande atuação, mas foi importante na goleada de 4 a 0 do Flamengo sobre a Portuguesa, neste domingo, pela última rodada da Taça Rio. Ele deu a assistência para o gol de Éverton Ribeiro, o primeiro do time, e marcou o segundo, de pênalti.

Apesar disso, o jogador foi vaiado. No primeiro tempo, Dourado “brigou” com a bola em alguns momentos e irritou a torcida, que o vaiou e pediu a entrada do jovem capixaba Lincoln.

— Essa impaciência do torcedor... não sei, vem do ano passado. Disputamos duas finais, ganhamos o Carioca... o torcedor tem que ter paciência. O Dourado está sendo inserido agora no grupo. Mas não quero discutir isso. Eu ligo para todos os meus jogadores, dos goleiros ao Dourado. Estou confiante e convicto — disse o técnico Paulo César Carpegiani.

As pazes vieram no segundo tempo, quando Dourado fez o gol de pênalti. Ao ser substituído, aos 25 minutos, Dourado foi bastante aplaudido. O artilheiro tem oito jogos com a camisa do Flamengo até o momento e quatro gols marcados.

Carpegiani também falou sobre a atuação do Flamengo contra a Portuguesa.

— Fomos uma equipe bastante tranquila dentro de campo. Gostei, não tivemos a pressa. Nosso objetivo final era classificar. Queremos jogar a decisão — avaliou.

Na semifinal da Taça Rio, o Flamengo encara o Fluminense. O jogo será disputado na quinta-feira, às 20h, no Estádio Nilton Santos. O Tricolor tem a vantagem do empate.