| Futebol

Arma do Flamengo contra o Palmeiras, Everton exibe bom custo-benefício

Meia se firma mesmo com mudanças de treinador e contratações milionárias

flameng - Arma do Flamengo contra o Palmeiras, Everton exibe bom custo-benefício

A missão do Flamengo nos últimos cinco jogos do Brasileiro é mais do que dobrar a pontuação obtida nas cinco partidas da primeira metade da competição e, assim, garantir a volta à Libertadores direto à fase de grupos. Desempenho que não conseguiu no fim do primeiro turno nem no campeonato de 2016. E a reta decisiva começa neste domingo, contra o Palmeiras, às 17h, em São Paulo. Os paulistas são quarto colocados, com 54 pontos; o Flamengo tem 50.

Na primeira metade do torneio, o time de Reinaldo Rueda fez cinco pontos em 15 disputados. Desta vez, tem que conquistar até 13 de 15 pontos, e ter aproveitamento de 86%, 2,6 vezes maior do que o obtido na primeira sequência contra Palmeiras, Coritiba, Corinthians, Santos e Vitória. Em 2016, nos últimos cinco jogos, conseguiu nove em 15 pontos e ficou para trás.

A série de agora se inicia contra o Palmeiras, com quem o Flamengo brigou pelo título em 2016. E a rivalidade aumentou por causa de outra competição: a do mercado de transações. O Flamengo contratou Everton Ribeiro, por R$ 22 milhões, e o Palmeiras comprou Borja, por R$ 32 milhões.

No vácuo dos milhões, o melhor custo-benefício no rubro-negro é Éverton. Se balançar a rede neste domingo, atingirá a melhor marca em seis temporadas no clube, já que igualou os dez gols de 2014.

Com bom trabalho físico, as lesões ficaram para trás e já são 52 jogos pelo rubro-negro, com mais tempo em campo. Em 2017 são 4.246 minutos, quase o dobro dos 2.675 de 2016.

A consistência e a longevidade como titular, treinador após treinador, se mantiveram até com a chegada de Everton Ribeiro e Berrio, e a ascensão de jovens como Vinicius Júnior.

Do time atual, apenas Gabriel e Márcio Araújo jogavam com Vanderlei Luxemburgo em 2014, seu melhor ano. Em seguida, Cristóvão, Oswaldo de Oliveira, Muricy Ramalho e Zé Ricardo sempre o escalaram e assim, o atacante está prestes a completar 250 jogos pelo clube. Em fevereiro, ele chegou a renovar o contrato até o fim de 2019.

GUERRERO VOLTA AO RIO

De volta ao Rio, no sábado, Paolo Guerrero afirmou que é inocente no caso de doping para benzoilecgonina, o principal metabólito da coca e cocaína. Em entrevista ao site "Globoesporte.com", ele insistiu na tese da contaminação.

— Não deu para assimilar, porque não fiz nada. Sou inocente. Na contraprova B (aberta na quinta-feira) deu para ver um pouquinho que isso pode ser contaminação. Isso pode acontecer na água, na comida. — afirmou o jogador, que diz que a Fifa se precipitou ao suspendê-lo por 30 dias e por não ter aceitado pedido de anulação. — Estou chateado, muito triste, porque deixo de jogar pelo Flamengo jogos importantes. Vou apelar. Estou mostrando minha inocência, mas já está prejudicando minha imagem. Estou triste. Não posso parar, porque sou inocente.

FICHA DO JOGO:

Palmeiras: Fernando Prass. Mayke, Edu Dracena, Luan e Michel Bastos; Tchê Tchê, Bruno Henrique e Moisés; Keno, Willian e Dudu.

Flamengo: Diego Alves, Pará, Rhodolfo, Juan e Renê; Cuéllar, Willian Arão e Lucas Paquetá; Everton Ribeiro, Felipe Vizeu e Éverton.

Juiz: Bráulio da Silva Machado (SC).

Local: Arena Palmeiras (SP).

Horário: 17h.

Transmissão: Rede Globo e Rádio Globo/CBN.

Fonte: https://oglobo.globo.com/esportes/arma-do-flamengo-contra-palmeiras-everton-exibe-bom-custo-beneficio-22059598

Comentar pelo Facebook

Leia também


Comentar pelo Site

Nenhum Comentário
Seja o primeiro a comentar essa notícia.