| Futebol

As notas do Flamengo na eliminação contra o San Lorenzo na Libertadores

Berrío decepcionou no time titular, e Zé Ricardo não foi bem nas substituições

flameng - As notas do Flamengo na eliminação contra o San Lorenzo na Libertadores

Muralha: Seguro. A bola circulou muito perto de sua área, ainda que sem muito chutes perigosos, e o goleiro se saiu bem. Chegou a fazer uma grande defesa. Não teve culpa na derrota. Nota 6

Rodinei: Quase herói. Começou o jogo como um dos poucos a agredirem o adversário. Fez um um gol que parecia ser decisivo. Nota 6,5.

Réver: Rebatidas. Sobrecarregado no início da partida, teve problemas com o ataque. Se saía bem até os minutos finais. Nota 5,5.

Rafael Vaz: Abatido. Mais um que teve trabalho redobrado. Saia-se bem nas muitas bolas levantadas na área. No final, era um dos que parecia incrédulo com a virada. Nota 5,5.

Trauco: Tímido. Pelo seu lado, o San Lorenzo encontrou um caminho para entrar na área. Deu um empurrão na área que poderia ter se transformado em pênalti. Nota 5.

Márcio Araújo: Limitado. Além da conhecida força de marcação, ajudou na saída de bola em alguns momentos. Nota 6,5.

Willian Arão: Controle. Foi um dos melhores do time. Bem na marcação e na distribuição da bola com qualidade quando o Flamengo recuperou a bola. Nota 7.

Gabriel: Ajudou. Mais um que ajudou o Flamengo a sair rápido quando teve a bola. Fazia uma boa partida, especialmente no primeiro tempo, até ser substituído. Nota 5.

Matheus Sávio: Desatento. Entrou e em pouco tempo se envolveu em duas jogadas cruciais, as duas que resultaram em gols do adversário. Na primeira, perdeu uma bola. Na segunda, não conseguiu afastar o perigo. Nota 3.

Berrío: Mal. Errou quase tudo o que tentou durante o jogo. Quando fez uma boa jogada pela esquerda, cruzou mal. Nota 3,5.

Rômulo: Pouco. Assim que entrou, o time melhorou ao ganhar um jogador mais paciente com a bola, mas perdeu em força. Nota 4,5.

Guerrero: Isolado. Num jogo em que o time quase não atacou, ele teve poucas chances. Nota 5.

Éverton: Apagado. Sem grandes lances no jogo. Nota 5.

Juan: Testemunha. Entrou no fim e estava em campo para ver o time levar o segundo gol. Nota 5.

Zé Ricardo: Apostou. Após controlar bem quase toda a partida sem muitos sustos, o time foi para a defesa, especialmente com suas substituições, e viu o San Lorenzo virar. Nota 3,5.

San Lorenzo: Sem desistir. O time é pouco técnico, fazia algumas boas triangulações, mas parecia incapaz de marcar. No fim, enquanto o rubro-negro se fechou, os argentinos se jogaram ao ataque e, lutando até o fim, foram recompensados.

Arbitragem: Correto. O juiz paraguaio Enrique Caceres teve uma boa atuação.

Fonte: https://oglobo.globo.com/esportes/as-notas-do-flamengo-na-eliminacao-contra-san-lorenzo-na-libertadores-21356656

Comentar pelo Facebook

Leia também


Comentar pelo Site

Nenhum Comentário
Seja o primeiro a comentar essa notícia.