| Futebol

Até quando os "esqueletos"?

Flamengo X Bangu

flameng - Até quando os "esqueletos"?

Não foi ninguém, deve ter aparecido ao sabor do acaso ou a culpa é sempre dos antecessores ou mesmo dos sucessores. Nossa atual diretoria faz um esforço hercúleo para quitar as assombrosas dívidas do passado. Esta semana o CODE Conselho Deliberativo do Flamengo aprovou o pagamento da dívida com o Consórcio Plaza, um acordo foi estabelecido e o rubro-negro aos invés de pagar os 80 milhões de Reais do total da dívida, irá pagar 60,5 milhões de Reais. O ex presidente Kleber Leite jura de "pés juntos ", que não tem culpa na "borrada", acusa os seus sucessores de não se mobilizarem para o pagamento da dívida em seu início, o sucessor do Kleber na ocasião foi o Edmundo Santos Silva, que foi expulso do clube por comprovadas práticas de corrupção, depois o sucederam Hélio Ferraz, Márcio Braga e a Patrícia Amorim. Quem será na realidade o grande culpado por este "filho feio" sem paternidade, eis a questão. 

Proximamente teremos um "esqueleto dentuço" para novamente "estuprar" as finanças do Flamengo. Cremos que dessa  triste situação a Dona Pat Amorim não poderá fugir ou escamotear as suas responsabilidades.  Tivemos o gaúcho nas mãos por diversa vezes, quando poderia sair por indisciplina no flagrante que o treinador Luxa lhe deu na concentração do time no Paraná, em que entrou no hotel  acompanhado por uma suposta prostituta, quando chegava bêbado aos treinamentos e quando a Empresa de Marketing Esportivo Trafic desistiu de bancar a maior parte dos seus salários . Na época, Dona Pat Amorim assumiu tudo, porém não honrou  o que havia firmado . O resultado é o que se sabe, o "dentuço" entrou na justiça e agora a atual diretoria vai ter que se virar para acabar com mais este "esqueleto". Muitas vezes vemos críticas á atual diretoria em relação as nossas contratações, algumas na base do crédito a perder de vista, outras através do popular 0800, algumas através das sempre desconfiáveis apostas. Mas não é fácil encarar uma dívida astronômica, depois de uma série de administrações temerárias e irresponsáveis.

Imaginemos o Flamengo com 60,5 milhões de Reais para aplicar no time de futebol ou até mesmo no CT George Helal.

 

Flamengo X Bangu

Um jogo decisivo para as pretensões do Flamengo no atual Campeonato Carioca, um empate poderá não servir em caso de vitória do Volta Redonda no confronto contra o Madureira em Conselheiro Galvão. Porém, o Flamengo é franco favorito para o jogo deste domingo as 16 horas em Macaé contra o Bangu.

O time deverá ser o mesmo que ganhou do Boa Vista na rodada passada, P.Vitor, Rodinei, Wallace, Juan e Jorge, Cuéllar, W.Arão, Mancuello e Alan Patrick, M.Cirino e Guerrero. Esperamos um Mancuello com mais resistência física e ritmo de jogo, um W.Arão justificando de verdade os elogios que recebe, um Jorge do início de sua trajetória no time principal, um Alan Patrick mais participativo e um Guerrero que faça gols. O treinador Muricy vai continuar no 4 4 2 , pelo menos por ora deixando o 4 3 3 para uma outra ocasião. Convicção total e absoluta num triunfo rubro-negro, o time precisa também de uma boa sequencia de vitórias para adquirir moral, fundamental para encararmos o principal campeonato da temporada, o sempre difícil brasileirão.

 

Histórias Rubro-Negras

1983

 

Um ano que começou sensacional, com o Flamengo pela terceira vez Campeão do Brasil, aquela final contra o Santos no velho Maracanã foi simplesmente inesquecível, um 3 x 0 sem nenhuma contestação, um público record em Campeonatos Brasileiros e que jamais será igualado, salvo a construção improvável de um estádio para mais de 150 expectadores. Naquele domingo 29 de maio, 155 253 pagantes compareceram ao jogo, precisávamos ganhar por dois gols de diferença, logo a um minuto Zico inaugura o placar, depois de brilhante jogada do meia J.César Barbosa pelo lado esquerdo do ataque rubro-negro, um delírio incontido toma conta do outrora maior estádio do mundo, o Flamengo faz uma exibição primorosa. Um mini escanteio cobrado por Zico aos 39 minutos de jogo, Leandro cabeceia e marca o segundo gol do Flamengo, loucura no maraca, a Nação incendeia o estádio. No segundo tempo, o Santos vem para o tudo ou nada, pressiona, porém, o nosso time encontra mais espaços para contra ataques fulminantes, Adílio faz uma partida de sonhos, a maior figura em campo no meio de um universo de grandes atuações. Para coroar a grande atuação do "neguinho da cruzada", aos 44 minutos depois ótima jogada de Robertinho pela ponta direita, Adílio  marca o nosso terceiro gol, um tiro de misericórdia nas pretensões santistas, ao time paulista restou o recurso da "catimba" e da violência, inconformados com o "baile" rubro-negro, Serginho e Cia arrumaram uma confusão logo após o apito final do árbitro. Festa no Maracanã, festa do Rio de Janeiro e em todo Brasil. Nesta decisão memorável atuamos com Raul, Leandro, Figueiredo, Marinho e Júnior, Vitor, Adílio, Élder, e Zico, Baltasar  depois Robertinho e J.César Barbosa depois Ademar. 

Mas, no dia seguinte, logo pela manhã rumores de que Zico estaria vendido para a Udinese da Itália, a tarde os rumores passaram a ter ares de pura realidade, a noite Zico já não era jogador do Flamengo, não deu nem pra curtir o brilhante título, parecia um pesadelo, mas  a realidade era dura e Zico realmente não era mais jogador do Flamengo. Protestos, revoltas, destemperos, renuncia do presidente Dunshee de Abranches e pior, o time sentiu o baque, fomos eliminados da Taça Libertadores, fizemos um primeiro turno no Estadual pavoroso, com derrotas acachapantes para o Bangu por 6 x 2, Botafogo 3 x 0, América 3 x 1 , além do amistoso contra a Udinese em que Zico atuou contra nós e que fomos derrotados por 4 x 2. No segundo turno do Carioca o Flamengo trouxe de volta Tita,  que havia sido emprestado ao Grêmio, o time deu uma melhorada substancial, porém num jogo polêmico contra o Fluminense perdemos a possibilidade de título, num gol de Assis quando o jogo já era pra ter sido encerrado.  Atuamos em 65 jogos, vencemos 34 jogos, empatamos 12 jogos e perdemos 19 jogos, um aproveitamento mais modesto, desta vez de mais de 61 % dos pontos disputados, marcamos 126 gols e sofremos 78 gols, um saldo de 48 gols. Dessa vez Baltasar foi o principal artilheiro com 23 gols, depois Zico com 20 gols, Tita com 13 gols, Robertinho com 11 gols e assim por diante.   A equipe base foi Raul, Leandro, Figueiredo, Marinho e Júnior, Andrade, Adílio e Zico, Robertinho, Baltasar e J.César Barbosa, atuaram também Abelha, Cocada, Mozer, Vitor, Élder, Lúcio, Edmar, Tita, Peu, Lico entre outros. Tivemos este ano a última temporada do grande goleiro Raul, que resolveu  encerrar  a sua brilhante carreira com uma bela festa no Maracanã.

SRN


Comentar pelo Site

1 Comentário
image

LÁZARO JEFFERSON VAMOS SER SOCIO-TORCEDORHá 7 meses

VAMOS FLAMENGO VAMOS SER CAMPEÕES

Carregar mais