| Futebol

Atuações: D'Ale e Fabrício comandam passeio do Inter; Chicão complica o Fla

Meia colorado participa de três gols da vitória por 4 a 0 sobre o lanterna. Lateral também é efetivo e deixa a sua marca. Zagueiro rubro-negro faz pênalti e é expulso

Header_Internacional_690 (Foto: Arte Esporte)

DIDA - GOLEIRO
Não foi exigido no primeiro tempo, quando Flamengo teve apenas uma finalização. No segundo tempo, mais tranquilidade ainda. Teve até tempo para tocar bola com a zaga, iniciando jogo. Nota: 7.

WELLINGTON SILVA - LATERAL-DIREITO
Foi bem no jogo, apesar de errar alguns passes. Melhor no apoio que na marcação. Deu lugar a Cláudio Winck pouco antes dos 30 minutos do segundo tempo.
Nota: 7
.

CLÁUDIO WINCK - LATERAL-DIREITO
Entrou quase aos 30 minutos do segundo tempo. Conseguiu boas arrancadas pela direita e mostrou vontade nas jogadas. Nota: 6,5.

PAULÃO - ZAGUEIRO
Não teve muito trabalho, já que o Flamengo não ofereceu perigo. Atuação tranquila.
Nota: 7.

JUAN - ZAGUEIRO
Mesma situação de Paulão. Quando precisou trabalhar, não teve dificuldades de resguardar a defesa colorada. Também ajudou na frente ao dar passe para o gol de Rafael Moura.
Nota: 7,5
.

FABRÍCIO - LATERAL-ESQUERDO
Apareceu bem no apoio diversas vezes, com o lado do campo livre, e fez bons cruzamentos. O terceiro gol, no segundo tempo, foi marcado por ele.
Nota: 8
.

WILLIANS - VOLANTE
Bem na marcação, não teve muitos problemas para resolver no meio-campo e cumpriu seu papel, também com boa ligação ao ataque.
Nota: 7
.

WELLINGTON - VOLANTE
Ligado em campo, marcou e participou de boas jogadas. Também apareceu na frente, quando foi lançado na área, no fim do jogo, mas em vez de concluir, levantou a bola para ninguém.
Nota: 7
.

ARÁNGUIZ - VOLANTE
Teve boa atuação enquanto esteve em campo, apesar da marcação. Sofreu falta dura, teve de ser atendido, voltou, mas depois teve de sair.
Nota: 6,5
.

MARTÍN LUQUE - MEIA-ATACANTE
Não teve uma boa estreia, errou passes e pareceu meio deslocado do time em alguns momentos. Participou de algumas jogadas de ataque, Ainda se adapta ao novo clube.
Nota: 5,5.

ALEX - MEIA
Entrou no lugar de Martín Luque pouco depois dos 25 minutos. E teve tempo para fazer o quarto gol do Inter no fim do segundo tempo.
Nota: 6,5
.

ALAN PATRICK - MEIA
De boa atuação e participativo, esteve presente em jogadas importantes de ataque, porém errou finalização. Também se posicionou bem e ganhou divididas.
Nota: 7,5.

D'ALESSANDRO - MEIA
Foi o melhor em campo neste domingo. Participou de gols e anotou o seu, de pênalti. Ganhou dos adversários em divididas e chamou a responsabilidade, como capitão.
Nota: 8,5.

RAFAEL MOURA - ATACANTE
Autor do primeiro gol, perdeu outras oportunidades, mas foi bem. No segundo tempo, quando praticamente só o Inter jogava, arriscou até passe de calcanhar dentro da área, que quase resultou em gol. Ainda tentou um por cobertura.
Nota: 8
.

Header_Flamengo_690 (Foto: Arte Esporte)

FELIPE – GOLEIRO
Um dos principais alvos da torcida,  o goleiro não teve culpa nos gols, mas foi incapaz de 
fazer grandes defesas. Quando o jogo ainda estava 0 a 0, saiu muito mal em cruzamento e deu 
sorte em cabeçada de Rafael Moura para fora.
Nota: 5


LÉO MOURA – LATERAL-DIREITO
Falta intensidade e até mesmo poder de reação ao capitão rubro-negro. Jogou o primeiro tempo 
no meio-campo e o segundo na lateral e foi peça quase imperceptível em campo. Toques para o 
lado em excesso e nenhuma tentativa de decidir. Pouquíssimo para a principal figura do 
elenco. Deu espaços para Fabrício no terceiro e quarto gols.
Nota: 4

WALLACE – ZAGUEIRO
Não falhou tanto individualmente como Chicão, mas também não foi capaz de segurar o forte 
ataque do Inter. Perdeu a maioria das disputas individuais com Rafael Moura.
Nota: 4,5

CHICÃO - ZAGUEIRO

Péssima atuação. Apesar da experiência, se mostrou inseguro na maioria dos lances, errou 
lançamentos e vacilou em jogadas determinantes. Primeiro, furou ao tentar interceptar passe 
longo e viu Aránguiz avançar livre nas suas costas para fazer cruzamento perigoso. No lance 
do primeiro gol, se distraiu na marcação a Rafael Moura. Ao olhar para o auxiliar para 
conferir posição de Juan, deixou o atacante livre para fazer o gol. Para piorar, cometeu 
pênalti em Wellington Silva e foi expulso.
Nota: 1

ANDRÉ SANTOS – LATERAL-ESQUERDO
Até conseguiu boas tabelas com Lucas Mugni pela esquerda no primeiro tempo e fez alguns 
desarmes. Parecia que as críticas da torcida tinham surtido efeito. Com o passar do tempo, 
perdeu fôlego e deu espaços. Não estava no setor no lance do pênalti e perdeu a bola que 
originou a jogada do terceiro gol.
Nota: 4

AMARAL - VOLANTE
Responsável direto pelo primeiro gol do Internacional. Após cobrança de falta de D'Alessandro, deu a bola como perdida e esqueceu Juan nas suas costas. O zagueiro se esforçou conseguiu o cruzamento para Rafael Moura marcar. De resto, erros de passes e subidas desordenadas ao ataque que resultaram em chutes sem muito perigo.
Nota: 4,5

NEGUEBA – ATACANTE
Entrou para tentar puxar contra-ataque e correu muito. Com o Inter senhor do jogo, não 
conseguiu levar o Fla para frente, mas se desdobrou para ajudar como foi possível na 
marcação.
Nota: 5,5


RECIFE – VOLANTE
É uma figura quase imperceptível em campo. Não se destaca na marcação, nem com a bola nos 
pés. Em alguns lances, demonstra um pouco de displicência. Mais jovem da equipe, pode estar 
sentindo a pressão pelo momento ruim.
Nota: 5

MÁRCIO ARAÚJO – VOLANTE
Como lateral-direito, deu alguns espaços por erros de posicionamento, mas segurou os avanços 
de Fabrício pelo setor, o que Léo Moura não foi capaz de fazer. No segundo tempo, voltou 
para o meio e também fez seu papel. Passa em branco, na medida do possível, na tarde trágica 
do Flamengo.
Nota: 6


LUCAS MUGNI – MEIA
Vacilou ao perder a bola que gerou o pênalti de Chicão no primeiro tempo, mas o lance mostra 
muito de sua entrega na partida. Estava no lado esquerdo da defesa cobrindo avanços de André 
Santos. Com a bola no pé, tentou de todas as maneiras levar o Flamengo para o ataque, 
participou bastante do jogo, só que errou muito:
Nota: 5,5


ALECSANDRO - ATACANTE
Peça completamente nula. Com o Flamengo sem capacidade de criação, praticamente não 
participou do jogo e se limitou a tentar atrapalhar a saída de bola do Inter. Nas poucas 
vezes em que teve a bola no pé, se privou de finalizar e errou o último passe:
Nota: 5


LUIZ ANTONIO – VOLANTE
Entrou com o placar já 3 a 0 para o Inter e sequer foi notado em campo:
Nota: 5


NIXON - ATACANTE
Foi quem mais tentou levar o Flamengo para o ataque no primeiro tempo. Com muita correria e 
vontade, brigava com os zagueiros do Inter e se movimentava de um lado para o outro. Não 
conseguiu criar muito, mas não foi por falta de esforço.
Nota: 6


FERNANDO – ZAGUEIRO
Escalado para compor o setor defensivo depois da expulsão de Chicão, fez o simples e fechou 
bem seu lado do campo.
Nota: 5,5

Comentar pelo Facebook

Leia também


Comentar pelo Site

Nenhum Comentário
Seja o primeiro a comentar essa notícia.