| Futebol

Atuações: Paulo Victor brilha no triunfo do Fla

Goleiro faz boas defesas e ainda pega um pênalti, garantindo os três pontos ao Rubro-Negro carioca em Salvador. Lateral erra na defesa e desperdiça cobrança decisiva

Header VITORIA (Foto: Infoesporte)

FERNANDEZ - GOLEIRO
Com boas defesas, o goleiro paraguaio evitou que o Flamengo chegasse ao triunfo com maior facilidade. Já caiu nas graças da torcida, mas nada pode fazer no pênalti bem cobrado por Alecsandro.
Nota: 6,5

AYRTON - LATERAL-DIREITO
Um dos mais vaiados pelo torcedor, não conseguiu ir bem nem mesmo em sua principal arma: as bolas paradas. Foi muito mal em cobranças de faltas e escanteio, e acabou de vez com a paciência da torcida ao dominar para fora uma bola quando o Vitória tentava pressionar em busca do empate
Nota:4,5

LUIZ GUSTAVO - ZAGUEIRO

O zagueiro foi bem na cobertura dos laterais, mas pecou nas jogadas aéreas, assim como seu companheiro. O Flamengo parecia ganhar todas as disputas pelo alto. Atuação razoável.
Nota:6,0

ROGER CARVALHO - ZAGUEIRO
No mesmo nível de Luiz Gustavo. Com o Flamengo tão presente no campo de ataque e veloz nos contragolpes, os zagueiros muitas vezes ficavam sobrecarregados. Ainda assim, conseguiu ir bem nos desarmes.
Nota:6,0

JUAN - LATERAL-ESQUERDO
Personagem do jogo. Ex-jogador do Flamengo, saiu de campo como vilão após fazer pênalti em bola que bateu em sua mão e desperdiçar uma cobrança a seu favor pouco depois. Foi um dos mais vaiados no Barradão.
Nota:4,0

LUÍS AGUIAR - VOLANTE
Um pouco perdido na marcação, deu espaços para os contragolpes do Flamengo e por pouco não presenteou Paulinho com um gol ao recuar mal uma bola. Podia ajudar mais Richarlyson na saída de bola.
Nota: x

ADRIANO - VOLANTE
Participou muito pouco do jogo. Logo após sua entrada em campo, o Flamengo conseguiu o segundo gol. A partir daí, o Vitória tentou pressionar e Adriano simplificou os passes na saída de bola.
Nota: 5,5

RICHARLYSON - VOLANTE

Muita disposição para ajudar a tirar o Vitória da situação ruim em que se encontra. Corre muito de um lado para o outro, mas não é sua função organizar o setor ofensivo. Trocou de posição com Juan no segundo tempo, foi para lateral, e segurou os avanços de Gabriel.
Nota: 6,0

MARCINHO - MEIA
Muita correria, muita força, e pouca inspiração. Foi um dos jogadores que mais teve a bola nos pés no Vitória, mas isso não quer dizer muito. Não conseguiu criar quase nada e não foram poucas as vezes em que deu passes para trás, irritando o torcedor.
Nota:4,5

ESCUDERO - MEIA
Argentino até conseguiu organizar bons ataques no primeiro tempo, mas sumiu do jogo após o gol do Flamengo. Não conseguiu fazer o que se espera dele: criar. Com Marcinho participando bastante na base da força e da velocidade, o Vitória precisava de alguém que pensasse com a bola nos pés. 
Nota:5,0

MARCOS JUNIOR - ATACANTE
Entrou no fim.
Sem nota.

CAIO - ATACANTE
Muita vontade e correria. Incansável, colocou a defesa do Flamengo em apuros e sempre puxava mais de um marcador. Foi premiado pela luta com um gol de sorte.
Nota:6,5

WILLIE - ATACANTE
Tentou colocar correria para cima da defesa do Flamengo, mas levou a pior na maioria dos lances individuais. No duelo com Wallace, perdeu de goleada. Pouco efetivo.
Nota: 5,0

DINEI - ATACANTE
Participou pouco do jogo e desperdiçou boa chance em cabeçada defendida por Paulo Victor. Tentou fazer o pivô para que os meias chegassem ao ataque e não foi feliz.
Nota:5,5

Header_Flamengo_690 (Foto: Arte Esporte)

PAULO VICTOR - GOLEIRO
Noite impecável no Barradão. Apesar de ter dado azar no gol sofrido, não se abateu e foi determinante para Vitória do Flamengo. Seguro nas saídas do gol, fez linda defesa em cabeçada de Dinei e defendeu o pênalti de Juan. Cada vez mais absoluto na posição
Nota: 8,0

LEONARDO MOURA - LATERAL-DIREITO
O principal mérito do lateral-direito é ter conhecimento de suas condições físicas e não se expor. Compõe bem o setor defensivo e contou com a ajuda de Márcio Araújo. Subiu pouco ao ataque, mas ainda assim acertou o travessão em cruzamento torto.
Nota: 6,0

MARCELO - ZAGUEIRO
Simplifica todas as jogadas e seu mérito está exatamente nisso. Não brinca na defesa, ganha quase todas as bolas pelo alto e ainda ajudou no ataque. Se contra o Criciúma a cabeçada bateu na trave, desta vez marcou seu primeiro gol pelo Flamengo. Envolvido no lance do pênalti que para a sua sorte não comprometeu no resultado.
Nota: 7,5

WALLACE - ZAGUEIRO
Líder da equipe em campo, tem seguido a mesma linha de atuação de Marcelo. No Barradão, onde foi criado, não quis saber de brincadeirinha e levou a melhor na maioria das disputas diretas. Foi um tormento para Willie, que não conseguiu superá-lo
Nota: 7,0

JOÃO PAULO - LATERAL-ESQUERDO
Perdido em campo em determinados momentos, o que acabou deixando espaços na defesa. No primeiro tempo, o Vitória criou boas jogadas por seu setor e o lateral acabou recebendo uma chamada de Wallace. No segundo tempo, melhorou.
Nota: 5,5

CÁCERES - VOLANTE
Muita força física, muita determinação, mas pecou muito com a bola nos pés. Ao mesmo tempo que desarma bastante, perde muitas bolas. É inegável, porém, que é peça determinante para o time. Nas duas derrotas sob o comando de Luxemburgo, o paraguaio não estava em campo
Nota: 5,5

MÁRCIO ARAÚJO - VOLANTE
Bela atuação. Aberto pela direita na linha de três atrás de Alecsandro, ajudou bastante Léo Moura na marcação e chegou com força ao ataque. Por pouco não fez um gol, mas parou em bela defesa de Fernandez.
Nota: 6,5

GABRIEL - ATACANTE
Entrou para compor o lado ofensivo pela direita, mas não conseguiu ser tão efetivo como Márcio Araújo. Ainda assim, teve grande oportunidade em cruzamento de Everton. Dominou com estilo, cortou o zagueiro, mas se apavorou e chutou forte em cima de outro defensor.
Nota: 5,5

CANTEROS - VOLANTE
Bela atuação. Cada vez mais adaptado ao Brasil, dá muito dinamismo na saída de bola e a eficiência do Flamengo nas chegadas em contra-ataque passa muito pela forma que Hector conduz este processo.
Nota: 7,0

EVERTON - MEIA
Se livrou das lesões musculares e cresce a cada partida. Ganhou praticamente todas as jogadas no mano a mano com os zagueiros adversários, acertou a trave e produziu muito.
Nota: 7,5

PAULINHO - ATACANTE
Destoou da boa atuação do sistema ofensivo do Flamengo. Até apareceu bem em velocidade por inúmeras vezes, mas acabava fazendo a escolha errada das jogadas. Ou driblava demais, ou tentava uma conclusão com maior efeito.
Nota: 4,5

MUGNI - MEIA
O argentino teve o mérito de cruzar para a área no lance em que Juan cometeu pênalti. Depois, com o time em vantagem, foi importante para segurar a bola
Nota: 6,0

ALECSANDRO - ATACANTE
Participou bastante do jogo, mas em alguns momentos recuou demais, mesmo já tendo Everton, Paulinho e Márcio Araújo bem presentes no ataque. Finalizou bastante pelo alto, em chutes de fora da área, e demonstrou muita frieza na cobrança de pênalti perfeita.
Nota: 6,5

ELTON - ATACANTE
Estreou, mas entrou no fim e participou pouco.
Sem nota.

Comentar pelo Facebook

Leia também


Comentar pelo Site

Nenhum Comentário
Seja o primeiro a comentar essa notícia.