Em entrevista concedida ao ​Blog do Rodrigo Mattos, o presidente rubro-negro, Eduardo Bandeira de Mello, não escondeu sua insatisfação com os resultados da temporada, mas pregou cautela na avaliação dos erros e acertos. Para o mandatário, não há 'terra arrasada' e nem necessidade de 'caças às bruxas'.

"Sempre esperava mais. Vou estar sempre insatisfeito, querendo que o Flamengo ganhe tudo. Esperava estar no lugar do Grêmio disputando o Mundial. Não foi possível. Conseguimos umas coisas, e outras não. Mas não é o caso de fracasso total. Não terá política de terra arrasada, não terá caça às bruxas. Vamos avaliar mudanças pontuais", afirmou.

Bandeira de Mello ainda revelou a permanência do treinador Reinaldo Rueda e do diretor-executivo Rodrigo Caetano, mas não garantiu o futuro de Mozer, gerente de futebol, no clube da Gávea.

​​