| Futebol

Bandeira de Mello defende aprovação da MP do Futebol

Presidente do Flamengo participa do programa Seleção Sportv e reitera apoio à aprovação da medida: "É necessária uma nova realidade regulatória para que todos possam se orgulhar do futebol brasileiro"

Bandeira de Mello reiterou apoio à MP do Futebol

Bandeira de Mello reiterou apoio à MP do Futebol

A Medida Provisória 671/2015, a MP do Futebol, foi assinada pela presidente Dilma, publicada no Diário Oficial da União (DOU), aprovada em comissão específica no Congresso, na última quinta-feira (25.06) e agora precisa ser votada na Câmara e no Senado até o dia 17 de julho. O Flamengo é a favor da aprovação da MP, que tem como principal objetivo modernizar a gestão do futebol brasileiro.

O presidente do Flamengo, Eduardo Bandeira de Mello, foi um dos convidados do programa Seleção Sportv, na tarde desta segunda-feira (29.06), e reiterou seu apoio ao texto. "Espero um final feliz. O Flamengo sempre se posicionou a favor de um programa que viesse a instituir medidas de governança, responsabilidade. Defendemos o parcelamento com as devidas contrapartidas pelos clubes. A medida irá representar a recuperação de créditos para a Receita Federal e uma gestão mais moderna dos clubes brasileiros", disse.

Bandeira de Mello afirmou que não vê nenhum excesso em relação às contrapartidas dos clubes para obter o parcelamento da dívida com o governo. Seriam elas: responsabilidade fiscal, demonstrações financeiras e contábeis, limite de 70% da receita com o futebol profissional, déficit zero em cinco anos e mandatos de quatro anos com única reeleição. "As contrapartidas estão perfeitamente adequadas. A única coisa que talvez merecesse alguma contextualização deveria ser a exigência das CNDs para participação dos clubes em competições nacionais, mas é uma coisa facilmente 'contornável'. A MP seria um instrumento eficiente e desburocratizado para os clubes terem acesso a verbas públicas, patrocínio de estatais, leis de incentivo. É mais do que necessário oferecer uma solução que contemple uma nova realidade regulatória para que todos possam se orgulhar do futebol brasileiro", analisou.

Bandeira de Mello também chamou atenção para o fato de que, a partir da aprovação e do parcelamento, todos os clubes já terão as certidões, bastando apenas mantê-las. "A partir do momento em que o parcelamento é concedido, todos os clubes passam a ter CND. A questão passa a ser manter, recolhendo os impostos em dia e pagando seu parcelamento. Manter a CND seria muito mais fácil do que conseguir a partir de um parcelamento dramático e severo pelo qual passou o Flamengo", concluiu.

Confira o texto da MP do Futebol na íntegra.

Fonte: http://www.flamengo.com.br/site/noticia/detalhe/21521/bandeira-de-mello-defende-aprovacao-da-mp-do-futebol

Comentar pelo Facebook

Leia também


Comentar pelo Site

Nenhum Comentário
Seja o primeiro a comentar essa notícia.