| Futebol

Bandeira de Mello recebe sócios e fala de gestão rubro-negra

Papo com Presidente reúne sócios na sede da Gávea

Na noite desta terça-feira (01.04) a sala Moreira Leite, na Gávea, recebeu mais uma edição do Papo com o Presidente. Eduardo Bandeira de Mello recebeu cerca de 30 sócios da sede rubro-negra para debater temas e tirar dúvidas dos torcedores. Acompanhado pelo Vice-Presidente Jurídico, Flávio Willeman, pelo Diretor Executivo Jurídico, Bernardo Accioly, e pelo Diretor Executivo do Flá-Gávea, Miguel Fernandez, Bandeira de Mello falou sobre temas polêmicos como a eleição no Mais Querido, até assuntos como reformas na Gávea e a eventual liberação da prefeitura para a construção da arena poliesportiva.

Confira os principais assuntos do bate-papo:

Dívida a receber do Hernane
Flávio Willeman: A FIFA já decidiu. Agora estamos trabalhando para andarmos com o processo da maneira mais rápida possível. Minha expectativa é de que até novembro recebamos o pagamento.
Centro de Treinamento
Bandeira de Mello: No momento o que temos não é suficiente para terminarmos o módulo profissional ainda no prazo que esperávamos. Nosso objetivo é terminarmos até o fim do ano. As pessoas estão trabalhando no ritmo que nos é permitido. A prefeitura prometeu nos ajudar, e acabou não nos dando nada, diferentemente daquilo que aconteceu com os outros times.

Piscina Olímpica da Gávea
Miguel: Até outubro ou início de novembro ela já deve estar pronta para uso. A piscina será de inox, vem pronta, mas deve demorar um pouquinho na alfandega. Apesar disso, está tudo correndo bem, dentro do planejado e, em breve, teremos uma piscina sensacional.

Recurso do Comitê Olímpico americano
Bandeira de Mello: Conseguimos multiplicar o valor que foi fechado pela administração antiga por três ou quatro vezes mais do valor esperado. Já fizemos várias mudanças na Gávea com este recurso e agora fecharemos o centro de lutas para obras e em breve ele será um dos mais modernos do país.

Arena do Basquete
Bandeira de Mello Estamos agora dependendo da autorização da CET Rio e depois segue para o gabinete do prefeito. Seria excelente para a Zona Sul e toda a população da cidade essa construção.

Sócio-Torcedor
Bandeira de Mello: Não existe nada no sentido de elitizar o programa ou ter alguma atitude nefasta contra nossa torcida maravilhosa, em qualquer aspecto. Tivemos de fazer ajustes complicados em nossa gestão para o Flamengo conseguir evoluir financeiramente. Apertar os cintos. O que acontece é que temos de equilibrar nossos gastos e ganhos, principalmente agora com certas exigências da FERJ.

Muito em breve teremos aperfeiçoamentos no nosso sistema de sócio-torcedor. Nossa equipe foi ao Benfica recentemente para aprendermos e melhorarmos o nosso programa seguindo a excelência que eles conquistaram. 

Flamengo da Nação
Bandeira de Mello: O projeto "fez o gol do Matheus Sávio" no último sábado (28.03), pois ajudou o Flamengo a comprar o passe do jogador. Bem como os bancos de reserva e o placar eletrônico as serem usados no campo da Gávea. Esses dois últimos vão permitir o clube jogar aqui e economizar o dinheiro com locações e afins. Peço que continuem ajudando.

Arquibancadas moveis / Estádio
Bandeira de Mello: Com a informação que não teremos estádio entre fevereiro e outubro, fomos ao governador falar sobre alguma solução provisória, seja na Gávea ou em outro lugar. Não há nada decidido, apenas um estudo daquilo que poderemos fazer.

Relação com Consórcio Maracanã
Bandeira de Mello: Estamos trabalhando para melhorar nossa relação, até porque eles também não estão satisfeitos. O que podemos fazer para ter receitas melhores é jogar em outras cidades. O ideal seria um estádio aqui, mas há ainda muito o que se fazer para que, quem sabe um dia, alcancemos isso.

Contratações 
Bandeira de Mello: Nosso esforço é trazer mais jogadores para o Brasileiro visando evoluir ainda mais. Temos consciência de que nosso ano tem de ser diferente do que o do ano passado. Estamos em busca de trazer atletas, dentro das nossas possibilidades, e esperamos que os sócios-torcedores ajudem nisso.

Bebida alcoólica em estádios
Bandeira de Mello: Estamos discutindo isso com clubes e CBF. Não é algo fácil de se conseguir esse tipo de coisa no Brasil, já que há muita resistência. Apesar disso, os indicadores financeiros acusam que a presença no estádio se acentua e torna aquilo mais agradável ao torcedor com a venda de bebidas alcoólicas. Eu sou a favor.

Fonte: http://www.flamengo.com.br/site/noticia/detalhe/20808/bandeira-de-mello-recebe-socios-e-fala-de-gestao-rubro-negra

Comentar pelo Facebook

Leia também


Comentar pelo Site

Nenhum Comentário
Seja o primeiro a comentar essa notícia.