| Futebol

Bandeira de Mello usa Benfica como espelho e fala sobre sócio-torcedor

Durante programa Premiere, que será exibido após o duelo entre Fla e Atlético-PR, nesta quarta-feira, presidente rubro-negro faz planos para preços de ingressos

 

O programa Premiere, que será exibido após o confronto entre Flamengo e Atlético-PR, teve como convidado o presidente do Rubro-Negro, Eduardo Bandeira de Mello. O mandatário falou sobre os planos do Fla para os preços dos ingressos nos jogos do retorno ao Maracanã e sobre a importância da receita do sócio-torcedor e folha salarial dos funcionários. Bandeira de Mello disse que o Benfica é um sonho de todos os times para que os clubes tenham bom rendimento e saibam aproveitar essa questão. (Veja trechos no vídeo ao lado).

- O Benfica é o sonho de todos nós, 4% dos torcedores do Benfica são sócios-torcedores se projetássemos isso para a torcida do Flamengo significaria que teríamos 1.600.000 sócios torcedores. Teríamos uma receita que hoje em dia, diria que tornaria até insignificante as nossas receitas de televisão, material esportivo e patrocínio de camisa - disse o presidente.

A vontade de fazer preços mais acessíveis aos torcedores tem que ser equilibrada, segundo Bandeira de Mello, com a folha salarial dos funcionários do clube. O presidente ressaltou a força da torcida rubro-negra nos estádios.

- Temos que equilibrar a nossa vontade de encher o estádio e as contas que temos que pagar no fim do mês. O Flamengo é disparado é maior torcida. O Flamengo é maior torcida em 24 das 27 unidades da Federação Brasileira. Então, quando você pensa em Manaus, Cuiabá, Natal, Brasília o Flamengo é disparado a maior torcida nesses lugares todos. O Flamengo não vai faltar sua torcida lá. Agora, é claro que esse ano como estamos numa situação mais frágil no Campeonato Brasileiro precisamos até por razões técnicas prestigiar mais os jogos no Maracanã. Mas sem descartar fazer jogos em outras praças, jogos inclusive que nós não temos mando de campo.

Flamengo e Atlético-PR se enfrentam na noite desta quarta-feira, às 22 horas (de Brasília), no Moacyrzão, em Macaé, no Rio de Janeiro. O Rubro-Negro está na zona de rebaixamento do Campeonato Brasileiro, em 19º lugar, com 7 pontos. Já o Furacão ocupa a 12ª colocação, com 13 pontos.

Comentar pelo Facebook

Leia também


Comentar pelo Site

Nenhum Comentário
Seja o primeiro a comentar essa notícia.