Apontado como um dos melhores elencos do Brasil, com nomes como Diego, Guerrero, Conca e Rômulo, o Rubro-Negro pode dar a primeira resposta positiva à torcida se conquistar o Estadual, que não vence desde 2014. No entanto, para o presidente do clube, Eduardo Bandeira de Mello, o título carioca não diminui a pressão sobre a equipe.

"Não acho que [ganhar o Carioca] alivia a pressão. O Flamengo, por sua grandeza, será sempre cobrado. Se a avaliação do público e de parte da imprensa é a de que temos um time poderoso, seremos cobrados independentemente dos títulos", disse o mandatário, em entrevista ao site ​UOL Esporte.

Da mesma forma que Bandeira avalia que a vitória não mudará o cotidiano do clube de maneira significativa, uma possível derrota não é vista como o fim do mundo para o presidente rubro-negro.

"Jogaremos contra um adversário tradicional e perigoso. Mas nem a derrota significa uma avaliação negativa, como tampouco a vitória apontará que a missão do Flamengo está cumprida. O trabalho continua. É exatamente assim que pensamos. A nossa filosofia é bem clara, mas lógico que é um Fla-Flu. É sempre muito bom ganhar e melhor ainda se pudermos gritar 'campeão'", concluiu.