| Futebol

Biogenetika colhe DNA dos jogadores do Flamengo

Parceria pioneira no futebol brasileiro proporcionará ao Rubro-Negro individualizar treinamentos e ajudará a prevenir lesões ao longo da temporada

Coleta ocorreu na manhã da quinta-feira (7.12)

Coleta ocorreu na manhã da quinta-feira (7.12)

O laboratório Biogenetika coletou na manhã desta quinta-feira (07.01) o DNA dos jogadores do Flamengo. O exame, realizado na sede do clube, na Gávea, vai traçar um perfil genético de cada atleta e ajudará a comissão técnica rubro-negra a formular treinamentos específicos e individuais para o elenco, que viaja ainda nesta tarde para Mangaratiba, litoral sul do Rio de Janeiro, onde fará a pré-temporada. A iniciativa, pioneira no futebol brasileiro, partiu de Márcio Tannure, chefe do departamento médico do clube carioca.

"Isso faz parte de uma nova metodologia de treinamento desportivo no futebol, na qual acreditamos. Temos por meta implementar um trabalho individualizado, onde consigamos ter o melhor de cada atleta em termos de performance e prevenção de lesões. E o exame de perfil genético nos possibilita individualizar o planejamento cada vez mais e montar um treinamento não só de performance, mas também preventivo, através do DNA, que é o código humano. Isso não é um sinônimo de vitória, mas quanto mais recursos a gente tiver para controlar e dosar as cargas de treinamento, melhor", explica Tannure, que também é diretor médico da Comissão Atlética Brasileira de MMA (CABMMA).

De acordo com a geneticista e diretora técnica do laboratório Biogenetika, Lia Kubelka, os exames ajudarão a comissão técnica do Flamengo a trabalhar o ponto forte de cada jogador.

"O objetivo do exame BIOsport é avaliar características que possibilitarão conhecer melhor o organismo de cada indivíduo e assim planejar toda uma conduta, como treinamento e alimentação específicos, e atingir um potencial de forma direta. O mais importante é sair da tentativa e erro, e buscar um resultado mais efetivo, trabalhando o ponto forte de cada um", explicou Lia.

??Exame é feito através de saliva
O exame que os jogadores do Flamengo realizaram funciona da seguinte maneira: cada atleta depositou 2ml de saliva em um frasco individual e, a partir do material coletado, o DNA de cada atleta é isolado. O passo seguinte é fazer o mapeamento genético.

Lia Kubelka, explica ainda que DNA humano contém marcadores (variantes genéticas do organismo) que são associados a algumas características do metabolismo.

"Os marcadores genéticos identificam informações sobre pré-disposições para lesões musculares, fibras musculares, composição corporal, capacidade de recuperação física antes e após os treinamentos e jogos, entre outros dados que ajudam a traçar um perfil das necessidades do corpo de cada indivíduo", diz

Sobre a Biogenetika
Especializado em Medicina Genômica e com atuação em todo o território brasileiro, o Biogenetika alia inovação tecnológica, responsabilidade e precisão para auxiliar a medicina em seus campos preventivo, diagnóstico e terapêutico.

Pioneiro no Brasil, o Biogenetika lidera uma importante e inovadora área da saúde que é a Medicina Individualizada. As informações genéticas que cada indivíduo carrega permitem diagnósticos precisos sobre a saúde e o organismo do paciente, possibilitando a identificação de predisposição para o desenvolvimento de doenças, tipos recomendados de exercícios e dietas.

Constituído como um Centro de Medicina Individualizada, possui uma estrutura completa com o que há de mais inovador na realização de exames diversificados e de alta qualidade, atendendo desde o diagnóstico de doenças genéticas até áreas como o diagnóstico pré-natal não invasivo de doenças raras, farmacogenômica, nutrigenômica e a oncogenética. Além da infraestrutura técnica, na estrutura logística tem capacidade de atender todo Brasil e América Latina.

Em 2014 o Biogenetika foi responsável pela realização do I Simpósio Internacional de Medicina Individualizada, trazendo palestrantes internacionais para o Brasil e iniciando um novo diálogo na área da saúde. Em 2015 foi um dos Co-Organizadores do Genomics, Genetics and Exercise Biology, um evento realizado na Grécia com pesquisadores mundiais que deve determinar como a ciência passará a tratar o esporte aliado à genética.

Fonte: http://www.flamengo.com.br/site/noticia/detalhe/22778/biogenetika-colhe-dna-dos-jogadores-do-flamengo

Comentar pelo Facebook

Leia também


Comentar pelo Site

Nenhum Comentário
Seja o primeiro a comentar essa notícia.