| Futebol

Brasil conquista vaga olímpica com quatro rubro-negras

Flávia Saraiva, Jade Barbosa, Rebeca Andrade e Milena Theodoro ainda subiram no primeiro lugar do pódio por equipes

Equipe no pódio (Foto: Ricardo Bufolin/CBG)

Equipe no pódio (Foto: Ricardo Bufolin/CBG)

A pontuação renderia o quarto lugar no Mundial do ano passado, o que classificaria a equipe direto. Mas a vaga foi confirmada no Brasil, no ginásio oficial das Olimpíadas, com a equipe completa, com a torcida.

O domingo (17) foi marcante e teve final - ou começo - feliz para a ginástica artística brasileira. Pela primeira vez na história, o Brasil irá com duas equipes completas para uma edição dos Jogos Olímpicos. Com o time masculino já garantido na Rio-2016, pelo desempenho no Mundial da Escócia, em 2015, o feminino teve a última chance de classificação no evento-teste da modalidade, na Arena Olímpica do Rio, que classificaria os quatro melhores para o Rio 2016. Contando com quatro rubro-negras, Flávia Saraiva, Jade Barbosa e Rebeca Andrade, além da reserva Milena Theodoro, o Brasil conquistou a vaga olímpica, foi o grande campeão por equipes e ainda conta com atletas nas finais de seis aparelhos. Rebeca, Jade e Flávia representam o rubro-negro na Seleção, nesta segunda-feira.

Extremante feliz após a conquista da vaga, Flávia destacou o quanto a equipe se preparou para esse momento. "Nós treinamos muito para conquistar essa vaga e estou feliz com as minhas apresentações. Eu gostei do meu salto, que executo pela segunda vez em uma competição. No solo, minha música é nova e estou feliz com a coreografia, que é linda", disse.

Aparelhos
As provas começaram na trave. Jade Barbosa somou 14,233 e Flávia Saraiva garantiu 14,566. No solo, Jade somou 13,891. A maior nota do País foi de Flávia, logo na estreia da nova série. A ginasta fez uma apresentação cheia de graça, arrancou aplausos da torcida e a nota 14,150. A dificuldade da série da Flavinha no solo deve aumentar para os Jogos Olímpicos. No salto, Flávia (14,533), Jade (14,966) e Rebeca (14,933) fizeram ótimas apresentações. Para fechar, vieram as barras assimétricas, prova que contou com as três rubro-negras - Jade (12,733), Flávia (13,633) e Rebeca (14,400).

O Brasil garantiu a classificação em casa após ótima série de Rebeca. As brasileiras somaram 226,477 no total e ficaram à frente da Alemanha (223,977), Bélgica (221,438) e França (220,869), que também conquistaram vaga. A jovem ginasta, de apenas 16 anos, falou da emoção do momento.

"A sensação que tenho é muito boa, porque entrei para ajudar a equipe em apenas dois aparelhos (salto e solo) e fiz o meu melhor. Todas nós fizemos o máximo que podíamos hoje e foi demais contar com o calor do público nas arquibancadas, que soube competir junto com a gente", frisou.

Para Jade, as expectativas para os Jogos Olímpicos também são as melhores. Segundo a ginasta, esse é o melhor momento da ginástica artística feminina brasileira na história. "Todas nós lutamos até o fim e foi tudo muito bom. Agora já classificadas, podemos treinar especificamente para as nossas especialidades pensando nos Jogos Olímpicos. Esse é o ciclo que temos mais chances nos Jogos Olímpicos. A equipe é muito talentosa e todas estão focadas. Tudo está valendo a pena", comemorou.

As ginastas voltam à Arena Olímpica do Rio nesta segunda-feira (18) para as finais por aparelhos, a partir das 13h10. Nas assimétricas, Rebeca está classificada. Jade está na decisão da trave, assim como Flávia, que também competirá no solo.

Fonte: http://www.flamengo.com.br/site/noticia/detalhe/23231/brasil-conquista-vaga-olimpica-com-quatro-rubro-negras

Comentar pelo Facebook

Leia também


Comentar pelo Site

Nenhum Comentário
Seja o primeiro a comentar essa notícia.