• BICAMPEÃO DA LIBERTADORES
  • HEPTACAMPEÃO BRASILEIRO

Braz apoia retorno do público ao estádio e rebate Andrés Sanchez: “As cidades que estão aptas, estão recebendo”

O debate pelo retorno do público aos estádios tem ganhado força. Na última sexta-feira (18), a FERJ se reuniu com a Prefeitura do Rio de Janeiro e alguns representantes de clubes, definindo a volta da torcida no dia 04 de outubro, na partida entre Flamengo e Athletico Paranaense. A decisão gerou discordâncias entre clubes, como no caso do Corinthians – uma vez que o presidente Andrés Sanchez contestou a decisão. Em meio a isso, Marcos Braz, vice-presidente de futebol do Fla, respondeu sobre o descontentamento do clube paulista.

– Essa questão é mais para o presidente Rodolfo Landim, mas não vou deixar de dar uma opinião. Acho que a mágica do futebol, de todos os esportes, é o público, é a torcida, é quem vai prestigiar. O grande ator desse processo todo é o público. Vai um pouquinho na contramão da essência do futebol a gente não ter público. Desde que tenha segurança. Tendo segurança, tem que ter público. Então, não me furtando da pergunta, acho que o Andrés está errado. A preocupação dele tem que ser em relação à segurança de quem vai ao estádio. Você vê em outros esportes, em outros lugares, que nas cidades em que estão aptas a receber público, estão recebendo. Nas que não estão, não estão recebendo. Acho que não é por aí. Precisa ter unidade aí um pouco fora para termos futebol melhor.

Ainda durante a coletiva, Marcos Braz declarou apoio à decisão da Prefeitura: “Não sabemos se vai ter público ou não. Eu estou torcendo para que tenha público. Torcendo para que você tenha bom senso dentro dos níveis de segurança, para que tenha a volta do público. Enfim, são várias incertezas.”

ENTENDA O ASSUNTO:

Nesta sexta (18), o presidente do Corinthians, Andrés Sanchez, utilizou a sua conta oficial no Twitter para se posicionar sobre o retorno do público aos estádios. O dirigente escreveu: “O Corinthians só aceita a volta o público aos estádios se todos os times da série A tiverem a mesma oportunidade, independente do estado ou cidade. Se não forem as mesmas condições para todos, não entraremos em campo.”

Apoie o Mengão! Camisa e outros produtos oficiais em promoção

O assunto é tratado com muita cautela por todas as partes, visto que é preciso que o distanciamento social seja cumprido. Por enquanto, o protocolo de segurança está sendo planejado com 1/3  do estádio, o que corresponderia a cerca de 20 mil pessoas no Maracanã. Após o Brasileirão começar o planejamento do retorno do público, a Conmebol também iniciou as reuniões para discutir a autorização dos protocolos para que as torcidas retornem aos estádios nas partidas da Libertadores da América. Porém, por se tratar de uma competição continental, a situação de cada país sul-americano está sendo debatida individualmente. Ainda que haja autorização, a Fase de Grupos continua com portões fechados, e a decisão seria a partir das outras fases da competição.

Publicado em colunadofla.com.