• BICAMPEÃO DA LIBERTADORES
  • HEPTACAMPEÃO BRASILEIRO

Braz revela boa relação com Gabigol, mas nega privilégios ao atacante: “Eu não passo a mão na cabeça”

Gabriel Barbosa chegou ao Flamengo em 2019 e, desde então, adquiriu o protagonismo no elenco. O principal nome do time e decisivo em todos os recentes títulos conquistados pelo clube, Gabigol é uma personalidade que divide opiniões. Ao longo da temporada, o camisa 9 demonstrou um ‘gênio forte’ e, por muitas vezes, Marcos Braz, vice-presidente de futebol, foi acusado de passar a mão da cabeça do atacante.

Em entrevista ao canal do Mauro Cezar Pereira, o dirigente do Flamengo relembrou algumas situação em que Gabriel demonstrou uma cerca insatisfação com as decisões de superiores, como por exemplo, quando o atacante se recusou a permanecer em campo após o fim da partida e realizar o tratamento junto aos reservas. No entanto, Marcos Braz negou que tolere todas as atitudes de Gabigol e afirmou ter um bom relacionamento com o jogador e todo o elenco.

– Falam que eu tenho, que eu passo a mão na cabeça do Gabigol, eu não passo a mão na cabeça do Gabigol. Tenho uma boa relação com o Gabriel e essa boa relação se faz no dia a dia, mas eu não tenho, o Gabriel não tem comigo nenhum tipo de privilégio que os outros não tenham. O Gabriel não tem aqui, o Gabriel é uma pessoa, um jogador que cumpre tudo o que é determinado no dia a dia. Não vejo o Gabriel atrasar, não vejo o Gabriel trazer transtornos aqui internos com a comissão técnica – antes de completar:

– O Gabriel tem o jeito dele, que não é o jeito do Flamengo, que esteja no Flamengo, o jeito dele já era um jeito para trás, e a gente precisa e cada um faz a gestão. Falavam também que eu passava a mão na cabeça do Adriano, sempre falam alguma coisa, mas está bom, Mauro, é o que sobra para falarem de mim em relação à gestão do dia a dia no departamento. Agora, não teve absolutamente nada, o Gabriel não tem nenhum privilégio comigo aqui, a minha relação com os outros jogadores aqui é bem acima da média. O Rafinha era um, o Diego Alves é outro, eu vou enumerar aqui e vou até ser injusto com alguns jogadores aqui. A minha relação com os jogadores é boa, tenho essa facilidade para ir levando e para ir cobrando – finalizou

Sem Gabriel, que curte férias e se reapresenta dia 15 de março junto com o elenco principal, o Flamengo está disputando o Campeonato Carioca com o time alternativo, formado por jovens da base e algumas peças do profissional. O próximo compromisso é contra o Macaé, no sábado (06), às 18h (horário de Brasília), no Maracanã, pela segunda rodada do Estadual.

 

Publicado em colunadofla.com.