| Futebol

"Caçador de leões", Everton não se acomoda com status de intocável

Destaque na arrancada contra a “confusão", atacante retorna ao time após cumprir suspensão e mantém pés no chão durante boa fase: "Não sou mais nenhum garoto"

Everton, Treino Flamengo Cuiaba (Foto: Cahê Mota)Everton elogiou o time do Goiás (Foto: Cahê Mota)

Vanderlei Luxemburgo costuma falar em suas entrevistas desde que assumiu o Flamengo que o futebol coletivo tem sido o responsável pela volta por cima no Brasileirão. Que o time "leva um saco de cimento nas costas" e assim supera a deficiência técnica. Em meio ao discurso de carregadores de piano do treinador, porém, um jogador tem sido determinante para tirar o Rubro-Negro da confusão: Everton. Principal criador de jogadas ofensivas, o meia-atacante acostumou-se a ser o melhor em campo nas últimas partidas e viu o time sofrer com sua ausência na derrota para o Grêmio.

De volta ao time no duelo com o Goiás, quarta-feira, na Arena Pantanal, Everton disputará a primeira partida oficial como profissional no estado onde nasceu. Natural de Nortelândia-MT, o meia-atacante conquistou status de intocável no time de Luxemburgo, mas não quer saber de acomodar. Apesar de reconhecer viver o melhor momento com a camisa do Fla, ele prega um recomeço a cada vez que entra em campo:
 
- Não estou machucando, estou conseguindo manter uma regularidade boa. Devagar, conquistamos o espaço. Isso não me deixa maior nem menor do que ninguém. Sei como o Flamengo funciona. Quando as coisas vão bem, você é muito bom. Quando vão mal, você não presta. Não sou mais nenhum garoto e estou acostumado com isso. Já dei uma rodada boa e sei como funciona. Tenho que matar um leão a cada dia para que as coisas não dificultem.

Para Everton, a derrota para o Grêmio mesmo diante de um Maracanã lotado - recorde de público no Brasileirão - não causou maiores abalos no elenco rubro-negro. O jogador aposta no apoio da fanática torcida cuiabana para que o Fla vença a quarta partida seguida fora de casa.

treino Flamengo Cuiaba (Foto: Cahê Mota)Rubro-Negro fez atividade fechada ao público, mas, nesta quarta, estádio estará lotado (Foto: Cahê Mota)



- Temos que tirar proveito das coisas boas e ruins. Aquele jogo já passou, acontece. É um campeonato longo e não íamos conseguir vencer sempre. Jogamos bem. Agora, temos um jogo fora de casa, mas com o apoio do torcedor. Vamos buscar os três pontos.

Com a experiência de quem já trabalhou com o técnico Ricardo Drubscky, Everton acredita que, apesar de visitante, caberá ao Flamengo sair para o jogo diante do Goiás, e pediu atenção nos contra-ataques.

- É um adversário muito rápido na frente, com jogadores leves. Trabalhei com o treinador deles no Atlético-PR. É um cara que espera o adversário. Mas o Flamengo está bem, vem de uma sequência de bons jogos e esperamos manter isso aí.

O Flamengo encara o Goiás com Paulo Victor, Léo Moura, Marcelo, Wallace e João Paulo; Recife, Canteros e Márcio Araújo; Everton, Eduardo da Silva e Alecsandro. Com 25 pontos, o Rubro-Negro ocupa a décima colocação no Brasileirão, enquanto o Esmeraldino é o 13º, com 24.

Comentar pelo Facebook

Leia também


Comentar pelo Site

Nenhum Comentário
Seja o primeiro a comentar essa notícia.