| Futebol

Calma, nação: dos astros, Love teve estreia mais rápida; Guerrero demorou

Diego inicia trabalhos no CT nesta quinta ainda sem previsão para fazer seu primeiro jogo; Artilheiro do Amor jogou nove dias após ser anunciado, e Guerrero, 40

flameng - Calma, nação: dos astros, Love teve estreia mais rápida; Guerrero demorou

Com tudo resolvido na Turquia, Diego chegou na noite desta quarta-feira ao Rio e faz seu primeiro trabalho como profissional rubro-negro nesta quinta, no Ninho do Urubu, onde passará por avaliações. A expectativa da torcida pela estreia do camisa 35 só cresce, mas tanto Flamengo quanto o atleta evitam projeções. Enquanto isso não é definido, o GloboEsporte.com relembra quanto tempo os flamenguistas tiveram de aguardar entre o anúncio e a primeira partida de uma contratação bombástica.

Talvez a maior contratação da história do futebol brasileiro, Romário, à época o melhor do mundo e jogador do poderoso Barcelona, começou a negociar com o Flamengo em dezembro de 1994 e somente em 13 de janeiro a transação foi concluída. O Baixinho se empolgou tanto com o acerto que vestiu rubro-negro já lá na Espanha, numa sexta-feira 13. A chegada ao Rio foi apoteótica, e ele desfilou pelo em carro aberto, desde o Galeão até a Barra da Tijuca, onde morava e jogava futevôlei.

Do anúncio à estreia demoraram 14 dias. Em 27 de janeiro de 1995, no Estádio Serra Dourada, 47.125 rubro-negros pagaram ingresso para acompanhar o empate por 1 a 1 entre Flamengo e a seleção do Uruguai. Nélio fez o gol do Fla. O primeiro jogo oficial foi um Fla-Flu, em 12 de fevereiro, e terminou empatado por 0 a 0. Três dias depois ele marcou pela primeira vez pelo clube, de pênalti, na vitória por 3 a 0 sobre o Americano.

Negociado pelo Flamengo em 2001 ainda na condição de promessa e já cercado de certa contestação da torcida, Adriano voltou oito anos depois como Imperador da Itália após rescindir contrato com o Inter de Milão. Para fazer o distrato com os milaneses chegou a falar em aposentadoria. Jogo de cena. Pouco depois acertou com o clube do coração, que o anunciou como grande reforço para a disputa do Brasileiro no dia 6 de maio.

Muito acima do peso, Adriano demorou 25 dias para estrear, mas valeu a espera. Diante da família e de quase 72 mil rubro-negros, o Imperador, fora de forma, subiu no terceiro andar e com uma cabeçada firme fez o segundo gol rubro-negro na vitória por 2 a 1 sobre o Atlético-PR. Na sequência, foi artilheiro na campanha do hexacampeonato e dividiu com Petkovic e Bruno o protagonismo da histórica conquista.

Torcedor do Flamengo confesso, Vagner Love foi contratado pelo clube em 2010 para formar o Império do Amor ao lado do amigo Adriano. E a estreia de Love foi a mais rápida dentre as contratações bombásticas da Gávea. Foi anunciado em 14 de janeiro, apresentado um dia depois, com direito a festa, funk e choro de emoção. Estreou nove dias depois, no Engenhão.

O adversário foi o Bangu, clube do bairro onde foi criado, e o Artilheiro do Amor decidiu a parada, fazendo os dois gols da vitória por 2 a 1. Adriano participou do segundo, raspando de cabeça.

Em 2012, voltou e demorou um pouquinho mais para estrear: 18 dias, entre 25 de janeiro e 12 de fevereiro.

Também melhor do mundo como Romário - foi eleito em 2004 e 2005 -, Ronaldinho Gaúcho foi contratado pelo Flamengo em condição diferente. Estava em decadência, e o Milan não fez muita força para liberá-lo, mas a novela, cujos protagonistas e pretendentes eram Fla, Grêmio e Palmeiras, provocou na torcida rubro-negra uma ansiedade impressionante, e o acerto culminou com uma grande festa.

Durante a arrastada negociação, R10 deu a entender que vestiria o vermelho e preto em uma entrevista concedida no hotel Copacabana Palace. Ao tratar dos três interessados, citou a amizade com Felipão, à época técnico do Palmeiras, e os laços com o Grêmio, que o revelou. Mas ao falar do clube carioca soltou frase que virou slogan: "Flamengo é Flamengo".

O anúncio foi feito em 10 de janeiro de 2011 pela então presidente Patrícia Amorim. Dois dias depois levou mais de 20 mil torcedores à Gávea numa festa apoteótica. A estreia aconteceu em 2 de fevereiro, contra o Nova Iguaçu, no Engenhão. Apesar da vitória apertada e de ter passado em branco, nova celebração impressionante, com direito a mosaico: "Bem-vindo, R10".

Maior contratação do Flamengo até a chegada de Diego, Guerrero é o dono da estreia mais demorada após o anúncio, mas um motivo especial atrasou isso: ele estava com a seleção peruana no Chile, onde disputava a Copa América.

-  A chegada de Guerrero é uma grande conquista para o Flamengo. Por onde passou, ele mostrou que é um goleador nato e tenho certeza de que no Flamengo não vai ser diferente. Desejo muito sucesso ao nosso novo atacante - afirmou Eduardo Bandeira de Mello ao site oficial do Flamengo, em 29 de maio de 2015.

Terminada a participação peruana na Copa América, Guerrero chegou ao Rio no dia 7 de julho, foi apresentado no Salão Nobre da Gávea e viajou para Porto Alegre, onde 24 horas depois estreou e abriu o placar da vitória por 2 a 1 sobre o Internacional no Beira-Rio, estádio que não testemunhava um triunfo rubro-negro desde 2002. O camisa 9 ainda deu belo passe no gol de Everton, que fechou a conta.


Fonte: http://globoesporte.globo.com/futebol/times/flamengo/noticia/2016/07/calma-nacao-dos-astros-love-teve-estreia-mais-rapida-guerrero-demorou.html

Comentar pelo Facebook

Leia também


Comentar pelo Site

Nenhum Comentário
Seja o primeiro a comentar essa notícia.