| Futebol

Camisa 10 do Flamengo, Lucas Mugni recusa proposta do Al Rayyan

Valores agradaram o clube carioca, mas argentino vem sendo titular e prefere seguir com o time na luta contra o rebaixamento no Campeonato Brasileiro

mugni desembarque flamengo   (Foto: Thales Soares)Mugni desembarca no Rio de Janeiro com o Flamengo (Foto: Thales Soares)

Depois de uma longa reunião com o diretor executivo Felipe Ximenes na quinta-feira, o argentino Lucas Mugni decidiu recusar uma proposta do Al Rayyan, do Catar, pela qual o Flamengo receberia R$ 15 milhões, já que é dono de 90% dos direitos econômicos. Com isso, o jogador, camisa 10, segue no clube na luta contra o rebaixamento no Campeonato Brasileiro.

Ex-jogador do Colón-ARG, Mugni, de 22 anos, disputou 23 jogos pelo Flamengo e marcou três gols. Nos últimos jogos, vem sendo titular. Ele tem  uma contrato de dois anos, renovável por mais dois. A negociação custou aos cofres rubro-negros cerca de R$ 3 milhões.

Há uma semana, a contratação era dada como certa no Catar, com um contrato de cinco anos para o jogador. No entanto, Mugni acabou optando por permanecer em um mercado de maior visibilidade, apostando em uma melhor sequência do time na temporada.

Se Mugni fica, o Flamengo deve confirmar ainda esta semana a negociação de Hernane com o Al Nassr, da Arábia Saudita. O jogador desembarcou nesta segunda-feira no Aeroporto Santos Dumont, e foi levado rapidamente por um segurança ao ônibus que esperava a delegação. Ele ficou no banco contra a Chapecoense, mas Luxemburgo afirmou que não iria utilizá-lo.

O Flamengo é dono de 50% dos direitos econômicos sobre Hernane. O jogador será negociado por 4,5 milhões de euros e o clube carioca receberá a sua parte em duas parcelas. O restante pertence à empresa Talents Sports, do empresário Paulo Pitombeira, e ao Mogi Mirim.

Comentar pelo Facebook

Leia também


Comentar pelo Site

Nenhum Comentário
Seja o primeiro a comentar essa notícia.