| Futebol

Campanhas em prol do Fla não veem conflito e se julgam complementos

Pagamento de dívidas e contratação de reforços são os objetivos dos projetos lançados pelos torcedores Luiz Felipe Teixeira e Lucas Defanti, respectivamente

Frame Site Flamengo Arrecadação (Foto: Reprodução)Campanha "Flamengo da Nação" (Foto: Reprodução)

Durante esta semana, duas campanhas para ajudar o Flamengo a melhorar a sua situação financeira e o time em campo foram lançadas quase simultaneamente. A adesão tem sido considerável, segundo os próprios idealizadores, que não consideram o caso um conflito para o flamenguista interessado em contribuir com o clube.

A campanha "Flamengo da Nação" tem como objetivo arrecadar dinheiro para o clube reforçar o time de futebol com contratações. Há duas contas disponíveis para depósito a partir de R$ 5. Já a "Fla em Dia" emite Darfs para abatimento da dívida com a Receita Federal. Cada documento cobra no mínimo R$ 10.

- Os destinos são diferentes. Não há concorrência entre quem quer ajudar o Flamengo. Só quem ganha é o clube e o torcedor. O clube também abraçou a causa - disse Lucas, de 28 anos, médico, idealizar da "Flamengo da Nação".

Não há na expectativa do torcedor um número a alcançar. Lucas lembra que a decisão em quem investir o dinheiro é do Flamengo. Em dois dias, pouco mais de R$ 40 mil foram arrecadados. A esperança é de que com a divulgação a campanha, esse número cresça.

Site Fla em dia (Foto: Reprodução)Campanha "Fla em Dia! (Foto: Reprodução)

- É complicado falar em números. A gente colocou na cabeça que queria ajudar. Esperamos chegar em dezembro com um valor suficiente para colaborar com uma contratação para que seja feito um time vencedor em 2015 - comentou Lucas.

Do outro lado, o pagamento das dívidas atraiu ainda mais atenção. O dinheiro não passa pelo clube e abate diretamente o valor devido à Receita Federal. Quase R$ 1 milhão em Darfs havia sido emitido até a noite de sexta-feira. No entanto, a expectativa é de que um número menor confirme os pagamentos.

Mesmo assim, o executivo de contas Luiz Filipe Teixeira, de 38 anos, demonstra satisfação com a arrecadação do momento. O primeiro número de pagamentos confirmados deve ser divulgado até terça-feira.

- Quando se faz algo para ajudar vale tudo. Tem gente colaborando nas duas campanhas. Se eu conseguir pagar R$ 100 mil em dívidas já ficarei muito feliz - afirmou Luiz Filipe.

Comentar pelo Facebook

Leia também


Comentar pelo Site

Nenhum Comentário
Seja o primeiro a comentar essa notícia.