Carpegiani lamenta falha em gol do Flu e admite: 'Erro meu também'

Carpegiani lamenta falha em gol do Flu e admite: 'Erro meu também'

Após a eliminação da semifinal da Taça Rio ao empatar em 1 a 1 com o Fluminense, o técnico Paulo César Carpegiani lamentou a falha da equipe do Flamengo que gerou o gol do zagueiro Gum e admitiu que o adeus ao segundo turno do campeonato também teve a ver com as próprias escolhas durante a fase de grupos, que fez com que o time rubro-negro não chegasse a esta fase com a vantagem do empate.

- Tomamos um gol de bola parada, que é uma das principais características do Fluminense. O gol de bola parada só acontece se houver desatenção. (Gum) Cabeceou sozinho. No segundo (tempo), brigamos e buscamos o gol, mas não tivemos competência para fazer. Erros nossos, erro meu de escolha, muitas vezes. No momento que tive de colocar o time B, em Macaé (perdeu para o Macaé). Queríamos chegar na semifinal na frente, mas... Nessas semis, quando se tem o empate a favor, como foi hoje, o Flu jogou com o regulamento debaixo dp braço - disse o treinador, que lembrou que o Estadual ainda não acabou:

- Mas, agora, já passou. Amanhã é outro dia. O campeonato começa na quarta, com outra semi.

O Flamengo foi campeão da Taça Guanabara, primeiro turno do Carioca, e chega à semifinal do Estadual com a vantagem. O vencedor da Taça Rio - final será entre Fluminense e Botafogo - também chegará à semi com vantagem.

Caso o Flamengo ganhasse a Taça Rio, a final do Estadual seria em jogo único, depois de uma disputa entre os quatro times abaixo do Rubro-Negro (uma espécia de semifinal e final) na classificação geral.