• BICAMPEÃO DA LIBERTADORES
  • HEPTACAMPEÃO BRASILEIRO

Caso Gerson: Mano Menezes é intimado por STJD para prestar depoimento em acusação de injúria racial

Nesta quarta-feira (20), o Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), divulgou informações sobre o andamento do inquérito que é responsável pela apuração da acusação de Gerson a Ramirez, jogador do Bahia, por injúria racial. Além dos jogadores envolvidos, o técnico Mano Menezes também foi intimado a prestar depoimento sobre o caso de racismo.

Além de Mano Menezes, o árbitro, os auxiliares e o delegado da partida também foram intimados para depor. Eles serão ouvidos presencialmente, como testemunhas, no dia 25 de janeiro, às 11h (horário de Brasília), na sede do STJD, no Rio de Janeiro.

Gerson, Ramirez, Natan e Bruno Henrique também comparecerão ao STJD, no entanto, no dia 3 de fevereiro. Os atletas do Flamengo se apresentarão na parte da manhã, às 10h30 (horário de Brasília), enquanto o colombiano Ramírez será ouvido na parte da tarde, às 14h30 (horário de Brasília).

Gerson e Ramírez, principais personagens envolvidos no caso de racismo, têm até esta sexta-feira (22), para apresentar provas relativas à investigação, como imagens de vídeo e áudios, prova testemunhal e, no máximo, três testemunhas.

No dia 20 de dezembro, Flamengo e Bahia se enfrentaram no Maracanã, pelo Campeonato Brasileiro. Ao fim do confronto, em entrevista coletiva, Gerson relatou que Ramírez, jogador da equipe baiana, havia falado “cala boca, negro” durante uma discussão em campo. O meia do Rubro-Negro prestou depoimento, e o caso está sendo investigado pela Delegacia de Crimes Raciais e Delitos de Intolerância, no Rio de Janeiro.

 

Publicado em colunadofla.com.