| Futebol

Cautela Excessiva + Falta de pontaria = Derrota!

flameng - Cautela Excessiva + Falta de pontaria = Derrota!

Salve, Salve, Nação Rubro-Negra!

Hoje vou falar exclusivamente do jogo de ontem à noite, na capital chilena, contra a Universidad Católica do Chile. E reitero que ater-me-ei, exclusivamente ao jogo de ontem, analisando o que apresentamos dentro das quatro linhas. O que vimos foi preocupante. Realmente é temerária uma mudança no esquema com o qual se vem jogando e, diga-se de passagem, ganhando. E nem comecem com o mimimi, me chamando de corneta e tal, pois meu histórico de textos aqui neste espaço democrático me credencia e absolve destas alcunhas tacanhas. Credibilidade e isenção são minhas metas no tocante às crônicas esportivas e se nem Jesus Cristo é imune a críticas, quem seria nosso elenco e treinador para não sofrerem com elas quando as achamos pertinentes?

Muitos defenderão a escalação de 3 volantes na equipe do Flamengo. Dirão que o jogo era fora de casa e que a defesa ficaria mais protegida, etc e tal. Sabe o que eu acho? Balela! O time não precisa de uma muralha defensiva para ser bem guarnecido, principalmente quando almejamos ganhar pontos. No esquema tático que vinha sendo utilizado, nossa equipe ganhava corpo, confiança. A marcação começava bem alta, e com a bola roubada ainda na intermediária adversária, surpreendíamos os adversários seguidamente conseguindo por inúmeras vezes vazar suas metas.

O que vimos ontem foi um temor desmedido. Não repetirei sandices de muitos amigos rubro-negros que subestimam nossos adversários e acham que o Flamengo sempre sofre com o auto-revés. Sei que a UCA é um time limitado tecnicamente, bem diferente do time de outrora, mas não podemos esquecer que é uma equipe rodada e acostumada a jogar a competição. Mas na noite de ontem nosso time foi escalado para não perdermos. Quando se escala um time com esse fim, todos nós sabemos que a derrota é o resultado mais provável.

Jogamos até razoavelmente bem postados no primeiro tempo, mas não fomos agudos como de costume, faltou incisividade. Para que o MA entrasse no time, o ZR alterou as posições do Arão e, principalmente, a do Rômulo que foi muito mal no jogo. Esse fato, além de alijar nossa capacidade criativa ainda ilhou o Diego no meio de campo, ceifando ainda mais nossa produtividade. Fomos muito mal ofensivamente, e estou comparando com os outros jogos deste início de temporada. Além disso, quando tivemos a chance de fazer os gols, displicentemente fomos desperdiçando-os em sequência. E como diz o ditado: a bola pune! E puniu. Numa bobeira defensiva, onde o Berrío não o acompanhou, El Tank fuzilou-nos de cabeça, jogando por terra nossa esperança de levar pelo menos um ponto jogando fora de casa. E o que dizer de Rafael Vaz? Nova falha. E não são falhas pequenas, são pixotadas da maior estirpe, jogo após jogo. Já passou a hora de Donatti ser testado. Chega de sufoco!

Mas não devemos nos lamentar por ontem, pois nosso treinador colheu o que plantou. Abdicando de um esquema que vinha se mostrando eficiente, moderno e efetivo, acovardou-se e quis “reforçar” o meio de campo achando que sofreria menos defensivamente ante aos ataques da poderosa La U. Não meus amigos, mesmo que eu não ache o time chileno uma galinha morta, a diferença técnica dos dois times é grande; e tanto quanto não devemos subestimar nossos adversários, também temos o dever de não superestimá-los. Se tivéssemos jogado como habitualmente temos nos apresentado, provavelmente teríamos vencido. Falo com propriedade, pois nosso esquema tático mais avançado sempre confunde a defesa adversária. Afinal de contas, permitir que o adversário jogue com menos pressão defensiva facilita demasiadamente sua criação de jogadas e, principalmente, a troca de passes. Enfim, não gostei do que vi.

Está tudo errado? Claro que não. Prefiro supor que foi uma decisão equivocada de nosso treinador. Espero que ele aprenda que “estacionar o ônibus” é para casos extremos, coisa que ontem não foi. Vamos ver como o time supera emocionalmente o revés de ontem e como armaremos o time sem o Berrío para a próximas partidas (sim, se for confirmada a agressão pela súmula, a pena é de 3 a 6 jogos de suspensão; e sem julgamento). Aguardemos as cenas dos próximos capítulos.

O Flamengo simplesmente é!
Saudações rubro-negras a todos!

Fabio Monken.

Gostou? Não gostou? Concorda, discorda? Ótimo!
O Debate sempre será salutar!
Deixe seus comentários e interaja conosco!
Pontos de vista divergentes são essenciais à evolução do homem.
Mas lembre-se: Somos todos Flamengo!
A intolerância e a falta de argumentos são os combustíveis para o fracasso!

Fonte: http://colunadoflamengo.com/2017/03/cautela-excessiva-falta-de-pontaria-derrota/

Comentar pelo Facebook

Leia também


Comentar pelo Site

Nenhum Comentário
Seja o primeiro a comentar essa notícia.