| Futebol

Cenário ideal: Hernane reencontra Maracanã e Bota para espantar bruxa

Recuperado de torção no tornozelo, Brocador esteve em campo somente por 40 minutos nos últimos quatro meses e volta ao Fla diante de palco e rival de boas recordações

Sorte nunca é demais, e o Flamengo terá de volta no clássico contra o Botafogo aquele que foi seu maior amuleto nos últimos momentos de felicidade. Goleador do país na temporada passada e figura determinante para o título da Copa do Brasil, Hernane está novamente pronto para jogar, depois de dois meses e uma semana se recuperando de torção no tornozelo. E o cenário não poderia ser mais inspirador: no novo Maracanã, onde é o goleador máximo, e diante do rival de sua melhor exibição com a camisa rubro-negra.

Hernane realiza trabalho na academia do Flamengo (Foto: Gilvan de Souza/Flamengo)Hernane marcou três gols num único jogo com o Botafogo na Copa do Brasil passada (Foto: Gilvan de Souza/Flamengo)

Dos 45 gols marcados pelo Brocador no Flamengo, três foram inesquecíveis: na goleada por 4 a 0 sobre o Botafogo, pelas quartas de final da Copa do Brasil de 2013. O retrospecto contra o Glorioso de modo geral também é animador: seis tentos em nove exibições. Nada, porém, supera a marca de Hernane no Maracanã. O atacante rubro-negro foi às redes 20 vezes em 28 partidas.

Na temporada passada, quando marcou 36 gols, metade foi no palco da final da última Copa do Mundo. O Brocador terminou 2013 com 18 gols em 18 partidas no local. Neste ano, os números não são tão animadores, foram apenas dois gols em dez jogos. E foi no estádio que o atacante sofreu lesões que comprometeram, e muito, sua temporada.

Na semifinal do Carioca, diante da Cabofriense, Hernane sofreu uma pancada que gerou fraturas nas costas. O problema o tirou dos gramados por quase dois meses, e no retorno, contra o São Paulo, também no Maracanã, uma torção no tornozelo direito, aos 40 minutos do primeiro tempo, o mandou de volta para o departamento médico. Ou seja, desde o dia 29 de março, quase quatro meses, o Brocador atuou por somente 40 minutos.

O longo período no DM explica também o jejum de gols. A última vez que Hernane balançou as redes foi no longínquo 1º de março, contra o Nova Iguaçu, pelo Carioca. Na temporada, são seis gols em 14 partidas. Domingo, contra o Botafogo, será a oportunidade de melhorar a marca e nada melhor do que fazer isso no Maracanã.


Comentar pelo Facebook

Leia também


Comentar pelo Site

Nenhum Comentário
Seja o primeiro a comentar essa notícia.