César ganha chance no Flamengo para deixar de ser promessa

César ganha chance no Flamengo para deixar de ser promessa

Quando brilhou na Copa São Paulo de Juniores de 2011, César criou a expectativa de que, em breve, o Flamengo teria novamente um jogador formado em casa como unanimidade no gol. Seis anos depois, a previsão não se confirmou, mas deverá ser ele o titular no segundo jogo da semifinal da Copa Sul-Americana, na quinta-feira. Quis o destino que a oportunidade caísse no colo do quarto goleiro do elenco — Diego Alves se lesionou, Thiago já estava machucado, e Alex Roberto cometeu, contra o Santos, provavelmente as suas duas últimas falhas com a camisa rubro-negra.

OPINIÃO: Por que Muralha não pode ser titular do Flamengo na Sul-Americana

Contra o Junior de Barranquilla, na Colômbia, César pode acabar com o longo jejum de dois anos sem disputar uma partida oficial. A última foi contra o Palmeiras, na última rodada do Brasileiro de 2015. Com a chegada justamente de Alex Roberto, foi emprestado à Ponte Preta e Ferroviária, onde não teve espaço. É muito pouco para quem já gerou tanta empolgação.

Além da campanha na Copinha, em que defesas importantes ajudaram na conquista rubro-negra, o título mundial com a seleção brasileira sub-20, no mesmo ano, deixou o torcedor do Flamengo certo de que César seria mais do que apenas uma promessa. Na seleção, foi reserva de Gabriel, revelado pelo Cruzeiro e atualmente no Cagliari, da Itália.

Diante da situação, César faz a sua parte. Aos 25 anos, ele pode ter a chance da carreira e, pelo menos na teoria, transborda segurança.

— Estou confiante. Se precisarem de mim, estou pronto para jogar — disse à "ESPN Brasil".