Diego Alves é indiscutivelmente o goleiro titular do Flamengo. Mas quando ele não está apto para atuar, quem assume? César, teoricamente, é o reserva imediato, mas vê o crescimento de Hugo Neneca ameaçar o seu lugar. Tanto que os dois vivem uma disputa particular pela vaga na meta rubro-negra. Como por exemplo contra o Internacional, neste domingo, às 18h15, no Beira-Rio.

Domènec Torrent não costuma divulgar quem será o titular com antecedência, o que não dá a confirmação de quem estará em campo. A parte física e técnica são levadas em conta pela comissão técnica. No caso dos goleiros, o contexto de cada partida e o desempenho nos treinamentos durante a semana são decisivos.

A avaliação é que o momento é de Hugo Neneca. Lançado como titular contra o Palmeiras, no Allianz Parque, o goleiro fez oito jogos seguidos e agradou em todos. Para muitos, será o reserva imediato em pouco tempo, mas existe uma precaução para trabalhá-lo. Não querem queimar etapas com a revelação.

Já César foi titular contra o Junior Barranquilla, na última quarta-feira, pela Libertadores, e tem a seu favor a experiência em momentos decisivos. Assim como Neneca, ganhou opertunidades em "fogueiras" e correspondeu sempre que necessário. Ele segue bem avaliado pela comissão técnica.

Diego Alves treina observado por Hugo Souza Foto: Flamengo

Quem perdeu espaço na corrida foi o goleiro Gabriel Batista, que se tornou o quarto goleiro do elenco.

O goleiro Diego Alves voltou a trabalhar normalmente com o elenco do Flamengo. Recuperado de uma lesão no ombro, ele foi reintegrado ao grupo, mas ainda não há previsão de retorno.