| Futebol

Chega de burocracia tática!

flameng - Chega de burocracia tática!

00O Flamengo tornou-se Hexacampeão em 2009 com um técnico que fazia o simples: escalava os melhores jogadores, que não eram tantos como no elenco atual, dava confiança a eles e não atrapalhava.

No entanto, o técnico Zé Ricardo, que é visto por muitos com potencial superior ao de Andrade, parece não ter aprendido a lição e constantemente escala jogadores ruins simplesmente porque são obedientes taticamente.

A bem da realidade, a maior qualidade de um extremo, ou ponta, não é marcar o lateral adversário, mas sim produzir ofensivamente, municiando os companheiros e, sempre que possível, também auxiliando com gols.

O elenco atual do Flamengo não é perfeito, inclusive porque não tem um goleiro que inspire confiança, mas é, sem dúvida, um dos três melhores do Brasil, proporcionando muitas opções interessantes ao treinador.

Desta forma, se a titularidade de atletas do nível de Márcio Araújo, Rafael Vaz, Gabriel e Matheus Sávio seria vista com normalidade em 2013, hoje se tornou totalmente injustificável. São jogadores para, no máximo, substituir casualmente os titulares.

O Mengão não precisa mais sobrevalorizar atletas meramente “esforçados”. Craques foram contratados para atuar com constância e ajudar efetivamente a equipe na consecução de seus objetivos. Se, eventualmente, um jogador melhor não for tão disciplinado taticamente, caberá ao técnico aperfeiçoar sua postura e encontrar o equilíbrio.

Não seremos campeões brasileiros se Zé Ricardo insistir em escalações excessivamente precavidas e burocráticas contra times de menor qualificação técnica, como é o caso do Bahia, o qual, inclusive quando teve um jogador expulso, continuou indo para cima do Flamengo no 1º Tempo.

Não seremos campeões se o limitado Márcio Araújo for titular absoluto, deixando Cuéllar e o promissor Ronaldo no banco. Também não seremos campeões com Gabriel ou Matheus Sávio pelas pontas, sendo Vinícius Júnior e Conca relegados à condição de reservas habituais, “guardados” para o tal “momento certo”.

O técnico Zé Ricardo é privilegiado por ter no elenco vários atletas consistentes e outros com capacidade para, sozinhos, desequilibrar e mudar a história das partidas. A cobrança, todavia, será proporcional à capacidade do plantel e à grandeza do Flamengo.

Nunca é tarde para aprender, Zé Ricardo: basta de acanhamento e burocracia tática; basta de abraçar medíocres e deixar alguns dos melhores no banco de reservas.

Queremos um Mengão qualificado, incisivo e valente! Pra cima deles!

Fonte: http://colunadoflamengo.com/2017/06/chega-de-burocracia-tatica/

Comentar pelo Facebook

Leia também


Comentar pelo Site

1 Comentário

José OliveiraHá 2 meses

Cuellar tem personalidade, joga sério sabe marcar e passa melhor a bola do que Marcio Araujo. Bandeira de Melo devia chamar o Zé Ricardo para uma conversa. Tem horas que o presidente deve interferir na escalação sim.SRN

Carregar mais