| Futebol

Chicão culpa "apagão" e lamenta empate com o Palmeiras

Zagueiro admite atuação ruim do Flamengo no início do segundo tempo, quando, com 2 a 0 no placar, permitiu reação do rival: "Não temos que ficar satisfeitos"

A expressão usada por Felipão para explicar a derrota do Brasil, por 7 a 1, para Alemanha na semifinal da Copa do Mundo fez parte do discurso de Chicão após o 2 a 2 entre Flamengo e Palmeiras, quarta-feira, no Pacaembu, pela 22ª rodada do Brasileirão. Depois de abrir 2 a 0 no primeiro tempo, o Rubro-Negro se desestruturou defensivamente com a saída de Cáceres no intervalo, permitindo a reação do Verdão. Para o camisa 3, foram 21 minutos, entre os gols de Diogo e Victor Luiz, onde a equipe esteve fora de sintonia e desperdiçou a oportunidade de vencer.

Se Vanderlei Luxemburgo fez questão de celebrar o empate fora de casa, Chicão deixou clara sua frustração, apesar de valorizar o poder de reação do Palmeiras. Além de perder uma vantagem de dois gols, o Flamengo teve ainda dez minutos com um jogador a mais no segundo tempo, mas não foi capaz de fazer o terceiro gol.

Estávamos bem na partida e em um apagão, de 10, 15 minutos, tomamos os gols
Chicão

- Temos que respeitar o Palmeiras jogando diante do torcedor, que sabemos que vai incentivar. Estávamos bem na partida e em um apagão, de 10, 15 minutos, tomamos os gols. Tem méritos do outro lado, mas não temos que ficar satisfeitos. Podíamos ter vencido.

Esta foi apenas a segunda vez, em 15 jogos, em que o Flamengo sofreu mais de um gol sob o comando de Vanderlei Luxemburgo. A outra tinha sido contra o Coritiba, no jogo de ida das oitavas de final da Copa do Brasil, quando o treinador escalou um time misto, mas com a defesa quase toda reserva - apenas Marcelo era do time principal na ocasião.

Com 29 pontos, o Flamengo é o décimo colocado no Brasileirão e encara o Fluminense, domingo, às 16h (de Brasília), no Maracanã, pela 23ª rodada.

Comentar pelo Facebook

Leia também


Comentar pelo Site

Nenhum Comentário
Seja o primeiro a comentar essa notícia.