Segundo a publicação, já existe até mesmo um pré-acerto entre as partes, e somente um entrave financeiro estaria brecando o anúncio. Caso houvesse o rompimento do contrato que o profissional tem com o Flamengo ainda em 2017, a multa rescisória seria de US$ 1 milhão. Se isso ocorrer em 2018, o valor cai para US$ 400 mil.

Na semana passada, Arturo Salah, presidente da federação, esteve reunido com Rueda em Cali, na Colômbia, e avaliou o encontro como bastante positivo. O técnico é visto com o perfil ideal para trabalhar com jovens, uma meta da entidade - a ideia é renovar o plantel mesmo após dois títulos da Copa América, uma vez que o país não obteve a classificação para a Copa do Mundo. Até o momento, o Rubro-Negro não se pronuncia e mantém a convicção de que o treinador irá cumprir o vínculo que possui até o final da próxima temporada.

​​